• Folha de Jaraguá

Ronaldo Caiado inaugura serviço de hemodiálise na Policlínica de Goianésia

16/02/2022 (10hs13m) - O governador Ronaldo Caiado inaugurou, na terça-feira, 15, o serviço de atenção a doentes renais crônicos na Policlínica Estadual da Região São Patrício, em Goianésia, no Centro goiano. A unidade recebeu sete cadeiras para hemodiálise nesta primeira etapa. O investimento na implantação é de cerca de R$ 6 milhões. “O que mais nos gratifica, a cada dia, é cuidar e salvar vidas. Temos trabalhado muito para que o governo possa chegar às pessoas e melhorar a qualidade de vida”, afirma o chefe do Executivo estadual.


Uma das sete cadeiras será mantida como reserva técnica para utilização em caso de transferência de paciente. Além dos equipamentos novos e insumos, é oferecida assistência com equipe multiprofissional, que inclui médico nefrologista, enfermeiros nefrologistas e técnicos em enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas, cardiologistas, entre outros. Pacientes que utilizam o serviço de hemodiálise também recebem alimentação balanceada para complementar o tratamento.


“A hemodiálise é um serviço que, no Brasil, está restrito a algumas cidades. A gente conta com o poder privado, com a filantropia, mas o poder público precisa deixar isto como legado. Está aí mais uma entrega da Saúde do Estado de Goiás. O governador Ronaldo Caiado ficará marcado na história como governador da saúde”, projeta o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino.


Para o prefeito de Goianésia, Leonardo Menezes, o novo espaço ressalta a gestão estadual “que não só promete, mas faz”. “A Policlínica tem atendido, com excelência, a todos da região que precisam de consultas e exames de qualidade”, afirma. Segundo o deputado estadual Cairo Salim, a estrutura da unidade, que já atendeu cerca de 39 mil pessoas em 13 meses de funcionamento, é “muito melhor que hospitais privados Goiás afora''.


“São mais de luxo do que clínicas privadas. Temos de chamar gestores nacionais para conhecer esta realidade”, reforça, sobre as Policlínicas, o deputado federal Delegado Waldir. “Quem depende da hemodiálise, já vive triste por andar 300, 400 quilômetros, dia sim, dia não. Esta hemodiálise melhora, é de primeiro mundo. É dignidade para o cidadão”, ressalta o também deputado federal José Nelto.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif