• Folha de Jaraguá

Twitter remove post do Pastor Silas Malafaia que associa vacina infantil a “infanticídio”

10/01/2022 (09hs49m) - O Twitter removeu uma série de postagens do pastor Silas Malafaia com conteúdo negacionista sobre as vacinas contra a Covid-19. Em uma das mensagens ele ​​chamou de "infanticídio" a vacinação infantil contra a doença.


Um total de 11 publicações de Malafaia foram tiradas do ar por violarem as regras da plataforma. Malafaia é um aliado próximo do presidente Jair Bolsonaro (PL), que também apresenta alegações infundadas sobre a vacinação infantil.


A publicação negacionista de Malafaia gerou uma onda de críticas entre os internautas, que lançaram a hashtag #DerrubaMalafaia pedindo a remoção do post e a suspensão da conta do pastor na rede social.


A vacinação de crianças já está aprovada no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde dezembro do ano passado.

OUTRO LADO

O pastor disse que foi ele quem apagou a pedido do Twitter. O pastor se disse revoltado com a postura do Twitter. Para ele, o correto seria primeiro ele apresentar sua defesa e depois, caso a rede social assim entendesse, ser forçado a deletar os comentários. “O Twitter é o julgamento mais injusto, ele pune para depois você se defender. É o que todas as redes sociais fazem”, criticou.


Malafaia também atacou quem pediu a derrubada da sua conta na rede social. “São covardes, de democratas não têm nada, não suportam o contraditório. Dizem que nós somos fundamentalistas, mas eles que não suportam posição contrária”, prosseguiu




  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
IPTU AGOSTO.jpg
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif
900x170.gif