top of page

Planalto decreta sigilo de encontros de Bolsonaro com pastores lobistas do MEC

13/04/2022 (14hs45m) - O Palácio do Planalto decretou sigilo sobre os encontros entre Jair Bolsonaro (foto) e os pastores acusados de negociar verbas do Ministério da Educação, diz O Globo.


Em áudios divulgados em março pela Folha, o ex-chefe da pasta Milton Ribeiro admite que repassava recursos dando prioridade a prefeitos ligados ao pastor Gilmar, indicado pelo presidente.


De acordo com O Globo, foi solicitado, por meio da Lei de Acesso à Informação, a relação das entradas e saídas dos dois pastores no Palácio do Planalto. Após o questionamento, o Gabinete de Segurança Institucional enviou parecer afirmando que “a solicitação não poderá ser atendida, porque a divulgação dessa informação poderia colocar em risco a vida do presidente da República e de seus familiares“.


Os pastores se encontraram com Bolsonaro três vezes no Palácio do Planalto e uma no Ministério da Educação, com a presença de Ribeiro.


O presidente do FNDE, Marcelo Lopes da Ponte, afirmou em depoimento à Controladoria-Geral da União que recebeu “insinuações” de oferta de propina por parte do pastor Arilton Moura.


Moura e outro pastor, Gilmar Santos, foram acusados por prefeitos de intermediar a liberação de recursos do MEC para prefeituras em troca de propina. O escândalo, que ficou conhecido como “bolsolão do MEC”, derrubou Ribeiro do cargo de ministro da Educação.



Comentarios


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page