top of page

Juraci Pessoa dono das Lojas Tesoura de Ouro é preso por fraude de 45 milhões

11/04/2024 (07hs59m) - De acordo com o Jornal Metrópoles (DF), o dono das lojas Tesoura de Ouro, Juraci Pessoa de Carvalho, conhecido como Juraci Tesoura da Ouro, foi preso durante a Operação Sarto, deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (11/4). Juraci tem empresa em Jaraguá e foi candidato a deputado federal por Goiás na última eleição de 2022, obtendo 167 votos no município.


A ação visa reprimir os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e sonegação de impostos, que acarretaram uma dívida com o Governo do Distrito Federal no montante superior a R$ 45.061.267,01.


Juraci foi preso em uma academia, no Sudoeste. No total, foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária em empresas e residências de investigados nas regiões administrativas de Sudoeste, Águas Claras, Vicente Pires, Núcleo Bandeirante, Taguatinga, Recanto das Emas, Ceilândia além de Planaltina de Goiás e Cidade Ocidental.


A investigação revelou que um grupo empresarial se utilizou de ao menos 123 empresas fictícias ou de fachada para emissão de notas fiscais fraudulentas com o intuito de supressão de tributos distritais, bem como para circulação de dinheiro proveniente de ilícitos tributários.


Essas empresas de fachada, que orbitavam e se vinculavam às empresas existentes do grupo, tinham seus quadros societários constituídos por “laranjas” com padrões de vida simples, comumente funcionários. “Vale destacar que, em relação a um único funcionário, que tinha a função de motorista, foram identificados 47 CNPJs vinculados a seu nome”, informou a PCDF. - Informações Jornal Metrópoles

Vídeo AQUI

Kommentare


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page