• Folha de Jaraguá

Guerra na Ucrânia vai deixar pão mais caro no Brasil, diz entidade. Entenda porque

14/03/2022 (21hs53m) - De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), em guerra, a Rússia é o maior exportador de trigo do mundo e tem sido afetado economicamente pelo conflito com a Ucrânia – juntos, os dois países respondem, em média, por 30% das exportações mundiais de trigo.

Além da queda na oferta de trigo, fator da alta dos preços, o desabastecimento tem a ver com dificuldades logísticas – a guerra fechou portos, interrompeu o transporte – e com a queda da produção ucraniana da commodity.


Segundo a Abimapi, o Brasil produz menos da metade do trigo consumido e precisa importar grandes quantidades do grão de países do Mercosul – sobretudo da Argentina –, do Canadá e dos Estados Unidos. A elevação do preço do grão, impacta diretamente os valores de produção para os fabricantes das categorias representadas pela Abimapi. Nas massas, em média, 70% do custo é de farinha. Nos biscoitos, o peso é de 30%, e nos pães e bolos industrializados, de 60%.


A entidade alerta que o consumidor brasileiro deve começar a sentir os efeitos da guerra e do aumento do preço do trigo em breve, quando as indústrias comprarão as novas safras do cereal.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
CAMPANHA IPTU.jpg
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif