• Folha de Jaraguá

Ex-prefeito de Itaguaru vira réu em processo que apura esquema de desvio de dinheiro

25/112/2021 (10hs03m) - O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) ofereceu denúncia contra o ex-prefeito de Itaguaru, Eurípedes Potenciano da Silva (PSDB), e mais 26 pessoas suspeitas de participarem de um esquema de desvios de recursos públicos na Prefeitura da cidade. O esquema criminoso, que teria ocorrido no final da gestão passada pode ter beneficiado financeiramente empresas e pessoas que não possuem ligação com o município.


A decisão foi dada pelo promotor de Justiça subscritor, Everaldo Sebastião de Sousa em exercício na 99ª Promotoria de Justiça da Comarca de Goiânia.


Réus são investigados por crimes em Itaguaru


São investigados os crimes de peculato, falsidade ideológica, crimes contra a licitude das licitações, lavagem de dinheiro e outras infrações penais praticados durante a gestão do prefeito Eurípedes Potenciano da Silva entre 2017 e 2020. As investigações apontam a empresa Eletroled, atualmente denominada Matias Instalações Elétrica Eireli, por seus representantes, arquitetou diversas ilegalidades em contratos realizados com o Poder Público.


Ainda conforme a investigação, há suspeita de fraude em licitação que desencadeou na contratação da empresa Eltroled, mediante processo licitatório requerido pelo então Secretário Municipal de Administração de Itaguaru, o denunciado Vilmar Moreira Brandão, também designado como responsável pelo acompanhamento, fiscalização, e execução do contrato.

A denúncia apresentada pelo MP explica, que para facilitar a execução das práticas criminosas, o na época prefeito nomeou a esposa Darcia Fernandes de Lima para gerir a Secretaria de Saúde, além do tio Valdir Pimenta Neves para a Secretaria de Finanças. Eurípedes é sócio majoritário do Auto Posto Itaguaru Ltda., cuja conta bancária foi utilizada para a lavagem do proveito ilícito, mediante o recebimento de inúmeros depósitos e ainda foi beneficiário de verbas desviadas acobertadas por cheques fraudados. A partir da denúncia, os suspeitos serão intimados.

Fonte Mais Goiás.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif