• Folha de Jaraguá

Ex-delegado de Uruaçu é afastado do cargo por se apropriar de eletrônicos apreendidos

Em Uruaçu, delegado é afastado do cargo suspeito de se apropriar de TV, geladeira e celulares apreendidos em operações. O Poder Judiciário do Estado de Goiás aceitou uma denúncia do Ministério Público de Goiás (MP-GO) contra o delegado Raphael Neris Barboza, suspeito de cometer os crimes de peculato, falsidade ideológica e prevaricação, quando chefiou a Delegacia de Polícia Civil em Uruaçu.


A defesa do delegado Raphael Neris Barboza informou que “ele não foi comunicado da respectiva decisão e que quando receber a notificação, uma vez formalmente ciente dos termos da decisão, irá, por óbvio, cumpri-la, e depois tomar as medidas cabíveis e necessárias ao esclarecimento da verdade”.


O juiz de direito Gabriel Lisboa Silva proferiu a decisão nesta quarta-feira (9), afastando totalmente o delegado das funções, além de proibir que ele se aproxime da delegacia de Uruaçu e das testemunhas do MP. A decisão também determina que ele devolva as armas de fogo à Corregedoria da Polícia Civil.


Conforme a decisão, os depoimentos de escrivães indicam a prática de desvio, apropriação e doação de itens apreendidos em investigações policiais em curso. Segundo os servidores, essas eram práticas comuns do delegado.


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
BANDEIRAS 1-300x250px-B.gif
BANDEIRAS 2-300x250px-C.gif
BANDEIRAS 3-300x250px-A.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá