• Folha de Jaraguá

Polícia prende criminosos que estavam praticando estelionato em Ceres e região

A Polícia Civil através da Delegacia de Ceres identificou os principais suspeitos de terem cometido crimes de estelionato em série, na modalidade golpe do motoboy ou cartão clonado, em Ceres e outras cidades do Vale do São Patrício entre os dias 12 a 15 de junho de 2020. De acordo com o Delegado Matheus Costa Melo, após tomar conhecimento de ao menos seis estelionatos ocorridos na cidade de Ceres no último dia 12, policiais realizaram diligências e obtiveram imagens de câmeras de segurança que capturaram imagens de um suspeito e de um veículo GM ÔNIX, cor azul, utilizado pela associação criminosa na prática dos delitos, bem como mapearam possíveis máquinas de cartão utilizadas pelo bando.

O delegado informa que este golpe, que tem aumentado consideravelmente no período da pandemia da COVID-19, tem uma engenharia social que leva a vítima, geralmente idosa, por meio de ligação telefônica de regra para um telefone fixo, a acreditar que seu Cartão Bancário foi clonado e o interlocutor da ligação, se passando por funcionário da instituição financeira, a induz a fornecer os dados do cartão, inclusive à senha Alfanumérica.


Posteriormente alegando que o cartão precisa ser retido ou levado até a polícia, faz com que a vítima o entregue a uma pessoa que irá buscá-lo em nome do banco, serviço de busca feito muitas das vezes por "Motoboys ou motoristas de aplicativo”. Após, com o cartão e a senha em mãos, o golpista faz a festa gastando todo o saldo existente na conta da vítima.


Segundo o delegado, no dia 15, após a divulgação da prática delituosa em toda região, policiais militares de Mara Rosa conseguiram prender em flagrante Bruno Santos Santana e David dos Santos Ramos suspeitos da prática dos crimes de estelionato e associação criminosa, além de apreenderem quatro máquinas de cartão e um veículo GM Ônix, cor azul, utilizado pelos suspeitos.

Uma equipe da Polícia Civil de Ceres deslocou-se até Mara Rosa e ao interrogar os suspeitos, confessaram a prática de ao menos quatro estelionatos na cidade de Ceres. Durante a oitiva, restou evidenciado que a dupla veio do Estado de São Paulo em um veículo locado, a mando de outros coautores ainda não identificados, para cometer os crimes. Uma das máquinas apreendidas estava cadastrada em nome de um dos presos, com uma conta do Banco do Brasil a ela vinculada.

Trata-se de extensa associação criminosa oriunda do São Paulo e outros indivíduos podem estar na região praticando o mesmo golpe. As imagens dos suspeitos serão divulgadas com o único intuito de que outras vítimas possam reconhecer os autores e comparecer à Delegacia, tendo em vistas que há notícias do golpe em várias cidades da região.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá