PATROCÍNIOS
  • folhadejaragua

Em Pirenópolis, após descoberta de entrada clandestina, justiça mantém restrições

29/04/2020 - As medidas de restrição do acesso a Pirenópolis, cidade a 70 quilômetros de Jaraguá, impostas pelo decreto do prefeito João Batista Cabral (DEM), o João do Léo, estão mantidas após uma decisão judicial. O juiz Sebastião José da Silva entendeu que relaxar as regras poderia aumentar o risco de contágio do coronavírus, já que até agora as normas têm se mostrado eficazes. O município não possui casos confirmados e os resultados de registros suspeitos deram negativo.


O magistrado disse, no entanto, que o decreto não disciplinou a questão dos moradores dos povoados e proprietários rurais com residência nestas propriedades. Ele diz entender que é necessário estender a autorização de entrada na cidade para a população rural do município e para os habitantes dos povoados. O juiz determinou que o acesso só será permitido se a pessoa estiver usando máscara, além de ser necessário comprovar por meio de documento idôneo que reside em imóvel rural ou nos povoados locais.


O juiz determinou que, caso os moradores de propriedades rurais ou povoados apresentem sintomas da doença, seu ingresso será permitido apenas para obtenção de tratamento médico. O juiz ressalta que proprietários de imóveis rurais no município, mas que morem em outras cidades, estão excluídos desta autorização.


ENTRADA CLADESTINA

A Polícia Civil (PC) investiga moradores de Pirenópolis, que estariam facilitando a entrada clandestina de turistas na cidade. De acordo com a corporação, alguns habitantes alugam comprovantes de residência por até R$ 250 para os visitantes irem ao município. De acordo com o delegado Tibério Martins, um outro esquema também foi realizado para que turistas entrassem clandestinamente na cidade. Três trilhas que ficam às margens da rodovia serviam como rotas alternativas. Após tomar ciência da situação, a Prefeitura interditou as três passagens mencionadas pelo delegado.


Secretário de Saúde de Pirenópolis, Junio Pereira de Siqueira diz que o município deve intensificar a fiscalização, ainda mais depois da descoberta dessas passagens clandestinas que vinha sendo usada por turistas. Agora, também deverá monitorar quem sai da cidade.


midia02.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá