Após imposição ideológica nacional, Lineu Olímpio deixa a presidência estadual do PTB

16/12/2020 – O Ex-prefeito de Jaraguá e atualmente, assessor do Governador Ronaldo Caiado, acumulava a função de presidente estadual do PTB e na quarta-feira, 16 de dezembro, deixou oficialmente a presidência da legenda em Goiás. O motivo seria uma imposição ideológica do Presidente Nacional, o ex-deputado Roberto Jeferson que não aceita o PTB, apoiar mais o DEM, partido o qual pertence Ronaldo Caiado. O PTB, também não foi bem nas eleições municipais, elegendo apenas dois prefeitos. Em nota ele detalha os motivos.

NOTA

Venho por meio deste me manifestar sobre a mudança do diretório estadual do PTB, o qual tive a honra de presidir, por mais de um ano. Desde que assumimos a direção do partido em Goiás, o diretório nacional do PTB tinha conhecimento do nosso alinhamento com o Democratas (DEM), partido hoje liderado pelo Governador Ronaldo Caiado, porém, por questões estatutárias do PTB, através da resolução PTB/CEN N° 89/2020, fica vedada toda aliança com o DEM e outros partidos, tanto a nível nacional, estadual como municipal, o que inviabilizou a manutenção da atual diretoria do PTB em Goiás.


Portanto, por convicções pessoais e por entender que hoje Ronaldo Caiado, desempenha um grande serviço a favor de Goiás e do povo goiano, com o compromisso de reestruturar administrativa e financeiramente a máquina pública, optamos por continuar apoiando esse projeto, o que inviabilizou nossa permanência a frente do PTB em Goiás.


Agradeço à todos filiados e simpatizantes que durante esse tempo nos ajudou a construir um partido forte em Goiás.


Continuaremos trabalhando por Goiás ao lado do Governador Ronaldo Caiado, e nos preparar para as eleições de 2022, ajudando a construir uma ampla frente de apoio visando à reeleição do atual governador.


Lineu Olímpio



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif