• Folha de Jaraguá

2ª Onda da Covid-19 puxa freio dos municípios e prefeitos querem ajuda federal

19/04/2021 (07hs22m) - Prefeitos que iniciaram seus mandatos em 2021 faziam campanhas imaginando um ano de superação das consequências de um 2020 de pandemia. Quando assumiram, porém, a realidade era outra, com uma segunda onda da Covid-19 ainda mais severa que aquela enfrentada por seus antecessores nos executivos municipais. Gestores goianos reclamam estão tendo que adiar projetos prometidos em seus planos de governo para atender às demandas da Covid-19.


Alguns deles também reivindicam que os municípios precisavam de um novo auxílio federal. Isso porque os valores enviados aos prefeitos no ano passado acabaram sendo suficientes apenas para 2020. Com o aumento de casos e de internações, os prefeitos têm sentido dificuldade na hora de comprar insumos para manter os hospitais ou até para a manutenção de leitos de UTI, cada dia mais lotadas.

Em entrevista ao Jornal O Popular o Prefeito de Jaraguá, da região do Vale de São Patrício, Paulo Vitor Avelar (DEM), conta que os planos feitos na época da eleição eram para o fim da pandemia, com acolhimento de pessoas que já tinham sido contaminadas pelo vírus e sofriam com sequelas, por exemplo. Mas teve que adiar para conseguir concentrar os esforços nos casos que voltaram a explodir na cidade.


“Eu falo pelos prefeitos do Vale de São Patrício que estamos sofrendo muito”, pontua. Ele exemplifica projetos que precisou atrasar: “Como Jaraguá é a cidade da moda, queríamos reativar a feira da indústria e comércio, atrair compradores de roupas. Mas todos os eventos que envolvem aglomeração nós tivemos que manter suspensos.”


2020

Juntos, os 246 municípios do Estado de Goiás receberam R$ 875.554.872,61 em auxílio federal para enfrentar a Covid-19 em 2020. Os dados são do Ministério da Economia, só Jaraguá recebeu quase 7 milhões. É esse benefício que os atuais gestores reivindicam que os municípios tenham em 2021. Segundo relatam os prefeitos, os benefícios dados em 2020 impõe agora algumas contrapartidas, como a proibição de aumentar a despesa de pessoal, seja por meio de criação de cargos ou de aumento salarial.


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif