• Folha de Jaraguá

Três anos após concessão, BRA Têxtil gera apenas 8 dos 600 empregos prometidos em Jaraguá

10/05/2022 (16hs15m) De acordo com o Secretário de Indústria e Comércio de Jaraguá, Wesley Martins, por hora a Prefeitura de Jaraguá, está perdendo a batalha judicial contra a BRA Têxtil, que veio para o município em 2019, com a promessa de investir 15 milhões e gerar 600 empregos em quatro anos.


Caminhando para vencer o prazo, existem hoje apenas 8 pessoas contratadas, segundo o secretário, além uma pendência na justiça por quebra de contrato. Porém alegando que a pandemia atrapalhou o planejamento, a justiça deu ganho de causa a BRA Têxtil. De acordo com Wesley Martins a Prefeitura tentará outras ações para tentar reaver á área e repassar a outra empresa, que possa sem mentiras, gerar emprego e renda para o município.


HISTÓRICO

O então Prefeito Zilomar Oliveira (PSDB) assinou na terça-feira, 16 de abril 2019, a documentação para a concessão da área da Goiamido para a instalação da empresa BRA Têxtil, com 20 anos para uso de uma área de aproximadamente quatro alqueires, com galpão, infraestrutura, água e energia, próxima a GO-080 na saída para Goianésia. Na época o Laticínio Fleury propôs pagar 1 milhão em bônus (obras) a prefeitura e gerar 400 empregos diretos para ficar com a área, mas foi preterida.


O contrato previa geração de 91 empregos (entre abril de 2019 e abril de 2020). No segundo ano (entre abril de 2020 a abril de 2021), seriam contratadas 78 pessoas, no terceiro ano (entre abril de 2021 e abril de 2022), seriam gerados mais 111 contratos de trabalho e no quarto ano (entre abril de 2022 e abril de 2023), outros 320 empregos, totalizando 600 empregos. Conforme disse o Secretário Wesley Martins até agora são apenas 08 funcionários contratados e a batalha judicial está longe do fim.




  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif