top of page

Revista coloca Caiado como o governador mais eficaz para conter invasões de terra

13/05/2024 (07hs01m) - Reportagem da Revista Veja neste domingo, 12, aponta que a política de tolerância zero declarada e repetida por Caiado o coloca como o mais eficaz para barrar invasões de terra no país. A política adotada, diz a revista, é precedida de monitoramento, inteligência e rapidez nas ações de desocupação de áreas invadidas por movimentos pela reforma agrária.


A reportagem cita o caso de 15 de abril, quando um grupo ligado ao MST ocupou as terras de uma usina em Vila Boa de Goiás. Sob o argumento da usina possuir dívidas de milhões com a União, a ocupação ocorreu como forma de fazer pressão para a desapropriação do local e conseguinte reforma agrária.


A iniciativa fazia parte da Jornada Nacional de Lutas em defesa da Reforma Agrária, que este ano traz o lema “Ocupar para alimentar o Brasil”. Organizada anualmente pelo MST, a Jornada ocorre em memória massacre de Eldorado dos Carajás, em 1996. Na ocasião, 19 sem-terra foram mortos após um conflito durante uma operação de retomada.


Ainda conforme a reportagem, a ocupação foi desfeita no mesmo dia, com os responsáveis encaminhados à delegacia. A ação da PM, conforme a reportagem, ocorreu sem necessidade de uso da força.


A Veja cita os investimentos no Centro de Comando e Controle Rural, e na atuação ostensiva do Batalhão Rural. O aplicativo Apporteira também recebe crédito, por facilitar a comunicação entre os produtores e a polícia. Menciona ainda as recentes aprovações da Assembleia Legislativa para restrições a benefícios e aumento de penalidades a quem participa de invasões de terras, como para recebimento de auxílios, benefícios e programas sociais do governo; participação em concursos estaduais e nomeação em cargos públicos comissionados.


A estratégia goiana, afirma a revista, repercute bem nos outros estados e reforça o nome de Ronaldo Caiado na corrida presidencial em 2026. Prova disso foi a adoção de discursos e medidas semelhantes em São Paulo e Minas Gerais, dois estados cujos governadores também tentam se viabilizar como o nome da direita para o Palácio do Planalto.


Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page