• Folha de Jaraguá

Mulher é presa por golpes em fazendeiros se passando por Gracinha Caiado

07/04/2022 (16hs44m) - Uma mulher de 51 anos, presa no município paulista de Catanduva na última terça-feira (5), se passava pela primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, para aplicar golpes há pelo menos três anos. Segundo apurado pela Polícia Civil de Goiás (PCGO), o valor obtido pela suspeita com as fraudes ultrapassa R$ 1 milhão.


A investigação foi realizada pela Delegacia de Polícia (DP) de Nova Crixás, que constatou que a mulher fez vítimas nos estados do Mato Grosso e Goiás. A suspeita fingia ser a esposa do governador Ronaldo Caiado e oferecia um suplemento animal conhecido como Ourophos para fazendeiros por um valor muito acima da média do mercado.


Segundo a PCGO, como justificativa para os preços altos, a mulher alegava que o dinheiro da venda era revertido em projetos sociais do governo e convencia os fazendeiros. Ela confessou que fazia, por mês, cinco vítimas em Goiás e cinco no Mato Grosso.


Sete anos de golpes

A polícia verificou ainda que a mulher, apesar de nunca ter sido presa, cometia fraudes em Goiás e no Mato Grosso há cerca de sete anos. No entanto, aos policiais, ela revelou que fingia ser a primeira-dama Gracinha Caiado há quase três anos.


Somente com vítimas de Goiás, a mulher pode ter faturado mais de R$ 1 milhão. Ela responderá pelo crime de estelionato.


Procurada, a assessoria de Gracinha Caiado informou que ela não irá se manifestar sobre o caso.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif