• Folha de Jaraguá

Juiz da 48hs para CBF explicar porque não usa o número 24 na camisa da seleção

30/06/2021 (15hs41m) - O juiz Ricardo Cyfer, da 10ª Vara Cível, concedeu liminar minutos atrás para obrigar a CBF a se manifestar, em 48 horas, sobre o porquê da seleção brasileira ser a única que disputa a Copa América a não usar o número 24 para identificar seus jogadores. Caso não responda a determinação, a confederação está sujeita a multa diária de R$ 800.


A ação foi apresentada dias atrás pelo Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT, associação sem fins lucrativos, que existe há 25 anos como representação em defesa dos direitos da comunidade LGBTQIA+. O grupo é representado pelo advogado Carlos Nicodemos e o escritório NN Advogados Associados

Na petição, o grupo reclama que "o fato da numeração da seleção brasileira pular o número 24, considerando a conotação histórico cultural que envolta esse número de associação aos gays, deve ser entendido como uma clara ofensa a comunidade LGBTI+ e como uma atitude homofóbica”.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif
midia-prefeitura-de-jaragua.jpeg