• Folha de Jaraguá

Jovem de Goianésia diagnosticada com a doença da Urina Preta deixa a UTI e vai para enfermaria

19/07/2021 (16hs31m) - A jovem Kelly Silva, de 27 anos, que se contaminou com a toxina que provoca a doença da "urina preta" ou Síndrome de Haff, após comer peixe em um restaurante de Goianésia, apresentou uma melhora no quadro clínico e deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Goiânia.


O pai dela, Nivaldo Carlos da Silva informou que ela foi transferida para a enfermaria, após 21 dias de internação. Segundo ele, ela está se recuperando bem e está consciente.

Familiares da jovem disseram que ela comeu comida japonesa com uma prima antes de sentir os sintomas, em 24 de junho, em Goianésia, no centro de Goiás. A Polícia Civil da cidade investiga o caso.


O restaurante onde a jovem comeu peixe cru, prato da culinária japonesa, disse à TV Anhanguera que "não sabe qual pescado desencadeou a doença, que tudo dentro do local está dentro dos padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e que está à disposição para quaisquer esclarecimentos".


Familiares da jovem disseram que ela comeu comida japonesa com uma prima antes de sentir os sintomas, em 24 de junho. Kelly Silva foi carregada para o hospital por causa da paralisia nos músculos, conforme contou a mãe dela, Maria da Conceição. A família disse que está mais aliviada e espera que em breve Kelly possa retomar a vida normal.


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif
midia-prefeitura-de-jaragua.jpeg