top of page

Economia goiana cresce 9,13% em julho, o maior nível da série histórica

22/09/2023 (06hs59m) - No mês de julho, a economia goiana cresceu 9,13%, na comparação com o mesmo mês de 2022 e alcançou o maior nível da série histórica, sem considerar efeitos sazonais.


O avanço medido pelo Índice de Atividade Econômica (IBCR) de Goiás mostra que o estado obteve o segundo melhor resultado do país no indicador e superou a média nacional que foi de 0,66% no mesmo período.


Os dados foram divulgados pelo Banco Central (BC) e validado pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB). A análise do BC também mostra que Goiás alcançou a segunda melhor variação mensal com ajuste sazonal (3,57%). O resultado superou o crescimento do Brasil, que foi de 0,44%.


“A economia goiana segue se fortalecendo. Temos visto Goiás bater recordes de avanços acima da média nacional atual e a gestão continuará empreendendo esforços para fomentar ainda mais a nossa economia”, analisa o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima.


ECONOMIA GOIANA


No acumulado do ano, o crescimento em Goiás foi de 4,93%. Nesse indicador, o estado ocupou a terceira colocação entre as demais unidades da federação, enquanto a variação nacional foi de 3,21%. No acumulado de 12 meses, Goiás cresceu 3,6% e ocupou a sexta posição. Neste indicador, o crescimento da economia brasileira foi de 3,12%.


O diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo, celebra a força da atividade econômica do estado, pois Goiás atingiu em julho o maior percentual de toda a série histórica no comparativo com o mesmo mês de 2022 sem ajuste sazonal.


“A nossa economia está em ascensão, e o índice divulgado pelo Banco Central só reforça essa tendência de crescimento”, pontua Figueiredo.



Comentarios


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page