• Folha de Jaraguá

Delegacia de Defesa do Consumidor investiga venda de agrotóxico ilegal em Jaraguá

06/07/2021 (22hs41m) - De acordo o repórter Isaias Souza, a Polícia Civil investiga por meio da Operação Carne Tóxica o comércio ilegal de agrotóxico em Jaraguá. Segundo nota enviada pela Delegacia de Defesa do Consumidor (DECON), a operação tem como objetivo revelar um esquema criminoso de venda ilícita de agrotóxico misturado em ração.


O produto era destinado para o combate da ‘mosca do chifre e do carrapato’, quando o agrotóxico era vendido com a participação de engenheiros, comerciantes, agrônomos, médicos veterinários e proprietários rurais, com recomendação diferente da indicada cientificamente pelo fabricante.


Segundo aponta as investigações, que contou com apoio da 15ª DRP de Jaraguá, o produto irregular era vendido por um preço menor ao de mercado, em torno de 20% abaixo do valor praticado no comércio regular e certificado.


Dentre os produtos alvos da investigação estão o Dimilim e o Truslymax, que contém elementos químicos considerados tóxicos e nocivos à saúde do gado e dos consumidores da carne alimentada pelo produto, podendo, inclusive, causar câncer e outras doenças.


As investigações continuam e deve apurar a participação de outras pessoas no crime, comprometendo a saúde pública. Os responsáveis pela venda do produto vão responder pela prática do crime previsto no Art. 7º, IX da Lei 8.137/90, e Art. 288 do Código Penal, além da interdição da empresa, multa, suspensão ou cassação das habilitações profissional dos envolvidos.


Via Jaraguá Notícias


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif