• Folha de Jaraguá

Caiado se manifesta sobre episódio agressão policial contra advogado

22/07/2021 (19hs01m) - O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, falou sobre a agressão cometida por policiais militares contra um advogado em Goiânia, durante entrevista coletiva na Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), na manhã desta quinta-feira (22). Para o chefe do Estado, houve excesso por parte da segurança pública. “Todo procedimento tem um protocolo, nós não aceitaremos nada que extrapole esses protocolos que são muito bem definidos, tanto pela nossa Polícia Militar quanto pela Polícia Civil”, disse.


Segundo Caiado, a Polícia Militar de Goiás já tomou as providências necessárias para averiguar o caso. “Ninguém aqui aceita extrapolar os limites, quem quer que seja”, completou. O governador salientou também que a PM do Estado é referência nacional, e que já foram tomadas providências para quaisquer situações semelhantes que possam vir a ocorrer no Estado. “Não serão admitidos excessos de maneira alguma, nem pelo governador, nem pelo comando da PM, nem pelo secretário de segurança pública, finalizou.


Relembre


O advogado Orcelio Ferreira Silverio Junior foi agredido por policiais militares durante uma abordagem na quarta-feira (21), na Avenida Anhanguera, na Praça da Bíblia, em frente ao Camelódromo de Goiânia. Um vídeo mostra quando o profissional tenta interceder por uma pessoa, mas é contido pelos policiais e depois recebe uma série de socos, enquanto os demais o seguram.


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, falou sobre a agressão cometida por policiais militares contra um advogado em Goiânia, durante entrevista coletiva na Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), na manhã desta quinta-feira (22). Para o chefe do Estado, houve excesso por parte da segurança pública. “Todo procedimento tem um protocolo, nós não aceitaremos nada que extrapole esses protocolos que são muito bem definidos, tanto pela nossa Polícia Militar quanto pela Polícia Civil”, disse.


Segundo Caiado, a Polícia Militar de Goiás já tomou as providências necessárias para averiguar o caso. “Ninguém aqui aceita extrapolar os limites, quem quer que seja”, completou. O governador salientou também que a PM do Estado é referência nacional, e que já foram tomadas providências para quaisquer situações semelhantes que possam vir a ocorrer no Estado. “Não serão admitidos excessos de maneira alguma, nem pelo governador, nem pelo comando da PM, nem pelo secretário de segurança pública, finalizou.




  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif