• Folha de Jaraguá

Marconi Perillo faz homenagem a Chiquinho de Castro em artigo no Jornal O Popular


ARTIGO: O ex-prefeito de Goiânia Francisco de Freitas Castro, o amigo Chiquinho de Castro, entra para a história como um homem destemido e inovador, que deixou um legado de pioneirismo e muito trabalho pela nossa capital. Deixou uma das maiores marcas do verdadeiro homem público de bem: a capacidade de ouvir, articular e agregar, buscando o bem comum acima de qualquer conveniência política.

Conheci Chiquinho em 1978, como candidato a deputado em minha cidade, Palmeiras de Goiás. Tivemos, desde então, uma relação amistosa, cordial e respeitosa, mesmo quando estávamos em lados opostos na política. A partir de 2011, graças ao deputado e amigo em comum, Thiago Peixoto, também nos aproximamos na política. Recebi sempre da parte dele palavras de estímulo, carinho e reconhecimento.

"Foi um homem público à frente do seu tempo, denodado a aceitar desafios e a pensar o futuro com destemor” Em 1975, assumiu a Prefeitura de Goiânia, a qual geriu até 1978, quando se tornou deputado federal. Além da firme atuação no Executivo e Legislativo, Chiquinho deixou sua marca na presidência da Celg, fundador da Associação Goiana de Supermercados (Agos), diretor da Fecomércio e da Acieg.

As missões que desempenhou ratificaram o seu compromisso com o crescimento do Estado. Chiquinho foi um homem público à frente do seu tempo, denodado a aceitar desafios e a pensar o futuro com destemor, sempre em busca da inovação e modernização. Em agosto de 2015, tive a alegria de, junto a Valéria, abrir o Palácio das Esmeraldas para o lançamento do livro Chiquinho de Castro – Tem Muita História.

A biografia, escrita por Ubirajara Galli, é fiel à história de lutas e pioneirismo deste grande homem público. Foi uma noite bonita, em que celebramos a vida e o legado de Chiquinho. Momento eternizado em minha memória pela importância histórica, mas também pelo entusiasmo e gratidão estampados na face dele. Observei naquele dia que, com Chiquinho, deveríamos aprender como chegar aos 81 anos construindo plêiade de amigos, família e participando ativamente da história de Goiás.

Muito da modernidade que nossa capital vivencia é fruto do trabalho corajoso de um homem ousado que, na década de 1970, sonhou com uma cidade próspera e contemporânea. Chiquinho tem, realmente, muita história. De doação, retidão e trabalho incansável. Saudades eternas deste grande amigo.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
750x250-px-dengue-x-covid.gif

© Copyright 2006 - 2021 Folha de Jaraguá