By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá

PATROCÍNIOS

Polícia Civil elucida duplo homicídio do Distrito de Palestina e apresenta autor

A Polícia Civil com o apoio da PM, elucidou o duplo homicídio que ocorreu no dia 15 de abril, no Distrito de Palestina de Goiás, onde o um casal de idosos, Daltro Ferreira Madalena e Lázara Alberto de Moraes, foram covardemente mortos a golpes de faca. A Polícia Civil de Jaraguá iniciou as diligências e, após várias informações, conseguiu identificar o principal suspeito do crime, sendo ele Antônio Divino Ribeiro (Vulgo Negão).

 

O suspeito era morador de Palestina e, após as atrocidades cometidas, sumiu do distrito. No dia 22 de abril, após troca de informações, a Delegacia de Homicídios de Goiânia entrou em contato com a Polícia Civil de Jaraguá e informou que Antônio Negão tinha se apresentado lá e confessado a prática dos crimes.

 

Imediatamente uma equipe de policiais civis de Jaraguá deslocou até a Delegacia de Homicídios e conduziu Antônio Negão para a Delegacia de Jaraguá. Em seu interrogatório, de forma fria e detalhada, ele confessou a prática dos crimes. Disse que estava usando droga e resolveu roubar o carro do casal de idosos, casal esse que já tinha sido seus patrões.

 

Ele contou que chegou na residência do casal com uma faca em punho e houve reação da vítima Daltro Ferreira. Então ele esfaqueou a vítima e, em seguida, Lázara Moraes, vendo toda a cena, também reagiu. Antônio Negão disse que também esfaqueou a aposentada e, antes de ir embora, cientificou se eles realmente tinham morridos, pois o casal o conhecia.

 

Antônio Negão possuía um mandado de prisão em aberto que foi cumprido e, ademais, a Polícia Civil de Jaraguá também já tinha em mãos a sua prisão decretada referente às duas mortes ocorridas em Palestina que também foi cumprida.

 

Ainda, no dia 23 de abril, duas equipes da Polícia Civil de Jaraguá foram com o autor até uma propriedade rural onde ele disse ter dispensado a faca usada no crime, porém, após horas de varredura, nada foi encontrado. Antônio Negão agora encontra-se no presídio de Jaraguá a disposição do Poder Judiciário.

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
petro-arabe2-17-8.gif
GIF-JARAGUA.gif
DT4997-Banner-190x250px.gif