• Folha de Jaraguá

Vigilante temporário de Rialma é preso suspeito de extorsão

A Polícia Civil de Rialma, cumpriu um mandado de prisão temporária expedido em desfavor de um ex-agente prisional (vigilante temporário) suspeito de participar do crime de extorsão e associação criminosa. O Delegado Matheus Costa Melo, diz que nos dias 12 e 15 de fevereiro desse ano, foi desencadeada operação e realizou a prisão de 4 pessoas, sendo um deles um reeducando da Unidade Prisional de Rialma, condenado há mais de 50 anos de prisão, suspeitos de extorsão, associação criminosa e disparos de arma de fogo contra um idoso da cidade de Rianápolis, ocasião em que exigiam o pagamento de R$ 80.000,00 sob pena de matar toda família.

_

Após a prisão dos envolvidos eles confessaram a prática do crime e revelaram fortes indícios da participação de um vigilante temporário na prática de extorsão e corrupção, além do envolvimento de outros agentes com regalias a detentos.

_

A PC na investigação comprovou que uma mulher entrou, em três oportunidades, na Unidade Prisional de Rialma, durante a madrugada, para manter relação sexual com o reeducando autor intelectual da extorsão, o que foi comprovado com a apreensão das imagens do sistema de segurança.

_

Em decorrência das diligências realizadas pela PC, constatou que há fortes indícios de que o vigilante temporário teria fornecido o aparelho celular ao reeducando e após a prisão do primeiro suspeito, ciente dos crimes, foi imediatamente até a Unidade Prisional de Rialma, a noite e fora do horário de serviço, retirar o telefone do local após solicitação do reeducando, fato revelado pelo preso e capturado por imagens do circuito de câmeras.

_

Desta forma, no dia (5/3) a PC desencadeou nova operação e cumpriram mandado de prisão temporária do vigilante e mandados de busca e apreensão, ocasião em que foram apreendidos R$ 3.500,00 em espécie na residência do investigado.

Em decorrência da prisão dos envolvidos, o inquérito policial que apurou a extorsão que será remetido nos próximos dias ao Poder Judiciário e a PC já instaurou novo procedimento para apurar possível corrupção dentro do Unidade Prisional de Rialma.


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif