• Folha de Jaraguá

Policia apreendeu 150 kg de drogas por dia em Goiás em 2019

O combate ao tráfico de drogas e a desarticulação de quadrilhas especializadas nesse tipo de crime tiveram resultados positivos em 2019. De janeiro a dezembro foram apreendidas 55,1 toneladas de drogas em todo o Estado, o que significa uma média de mais de 150 quilos apreendidos por dia e um avanço de 25,92% na comparação com 2018. A quantidade expressiva de apreensões é consequência da liberdade que foi dada pelo Governo de Goiás para que as forças policiais pudessem trabalhar, tendo como único limite imposto: a lei. 

O tráfico de drogas é um dos pilares de sustentação dos crimes violentos que aterrorizam a sociedade brasileira e o principal responsável pelos crimes de homicídios. Esse diagnóstico já foi apresentado por diversos especialistas em Segurança Pública do País. Vários estudos mostram as relações do tráfico com o crime: desde roubo de carros (que servem para desmanche e vendas de peças que capitalizam os traficantes) até a lavagem de dinheiro em grande escala que apontam para lucros de milhões de dólares a avaliar pelo padrão de vida dos chefões do tráfico, cercados de joias, mansões e carros luxuosos.

O secretário de Segurança Pública Rodney Miranda, que é delegado de Polícia Federal aposentado, pós-graduado em Gestão em Segurança Pública pela Academia Nacional de Polícia Federal e tem vasta experiência na área, explica que o combate efetivo ao tráfico de drogas descapitaliza as quadrilhas e compromete as ações criminosas que por ventura aconteceriam em função do tráfico. “Sem dúvidas, o tráfico é a raiz de várias outras ocorrências criminais. É por meio dele que diversos homicídios e roubos são cometidos. Temos uma atenção especial para coibir esse tipo de crime e, em 2020, vamos avançar ainda mais neste sentido”, avalia.


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
BANDEIRAS-1-300x250px-B.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá