top of page

PL e PT devem ter R$ 1,5 bilhão para financiar campanhas eleitorais neste ano

24/01/2024 (08hs24m) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA), com vetos que incluem um corte de R$ 5,6 bilhões em emendas parlamentares, mas preservou o fundo eleitoral de R$ 4,9 milhões para as campanhas eleitorais deste ano.


PL e PT devem ter R$ 1,5 bilhão para financiar campanhas eleitorais neste ano. O montante destinado aos dois partidos deve representar cerca de 30% do total do fundo eleitoral, de R$ 4,9 bilhões; divisão ainda não é oficial


Juntos, o PL e o PT devem receber quase R$ 1,5 bilhão do fundo eleitoral para as campanhas deste ano. Os dois partidos possuem as maiores bancadas no Congresso Nacional, fator que contribui na distribuição do montante. A soma representa cerca de 30% do total de R$ 4,9 bilhões que será repartido entre 29 siglas com registros válidos.


A sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve ficar com o maior valor, na ordem de R$ 863 milhões. Já a legenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve ficar em segundo lugar com R$ 604,2 milhões.


Em projeção, o valor do PL deve ser mais de 600% maior do que o recebido em 2020, enquanto o destinado ao PT deve crescer cerca de 200% no cálculo do mesmo período. Na época, as siglas receberam R$ 117,6 milhões e R$ 201,2 milhões, respectivamente. O valor total do fundo eleitoral foi menor do que o deste ano e ficou em R$ 2 bilhões.


O cálculo foi feito de forma prévia pelos cientistas políticos Henrique Cardoso Oliveira e Jaime Matos, da Fundação 1º de Maio. A entidade é partidária e ligada ao Solidariedade. A distribuição exata e oficial, no entanto, só deve ser divulgada em junho pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 



Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page