top of page

Lei Seca completa 15 anos em Goiás com milhares de motoristas multados

20/06/2023 (08hs39m) - Na segunda-feira, (19/06), a Lei Seca completou 15 anos de atuação, um marco da luta contra a combinação perigosa de álcool e direção. Em Goiás, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO) tem intensificado as ações de conscientização e de fiscalização, visando alertar os condutores sobre os riscos dessa prática.


Desde o início do ano, cerca de cinco mil motoristas foram flagrados dirigindo sob influência de álcool em Goiás.

Em 2022, as blitzes realizadas pela Lei Seca retiraram das ruas de Goiás um total de 12.421 condutores que dirigiam embriagados (dados englobam número de todos os órgãos autuadores). Essa estatística evidencia a importância das medidas de fiscalização para coibir a prática irresponsável, preservando a segurança de condutores, ciclistas e pedestres.


O Detran-GO tem desempenhado um papel fundamental na conscientização dos motoristas. Por campanhas educativas e ações diárias desenvolvidas pela Gerência de Educação de Trânsito, o órgão transmite a mensagem de que beber e dirigir pode ter consequências irreversíveis.


Além disso, o combate à embriaguez ao volante foi intensificado com a realização diária de blitzes da Balada Responsável. Para reforçar  o programa, no mês passado, a autarquia adquiriu 80 novos bafômetros, 120 barreiras pantográficas; 120 balizadores cônicos; 300 cilindros canalizadores de tráfego; 300 cavaletes plásticos; 3.062 cones para sinalização.


Lei Seca


“A Lei Seca, desde a sua implementação, tem se mostrado uma legislação essencial para a proteção da vida no trânsito”, pontua Delegado Waldir. Criada em 2008, a lei evoluiu e tem contribuído para a redução de acidentes e mortes no trânsito.


Além de tolerância zero para o álcool, a legislação permitiu que o condutor que se negasse a realizar o teste do etilômetro pudesse ser penalizado. “A implantação do artigo 165-A foi uma evolução significativa para a fiscalização”, destaca o presidente do Detran-GO.


O condutor flagrado dirigindo sob efeito de álcool é multado no valor de R$ 2.934,70, tem o veículo retido e a CNH suspensa por 12 meses. Se for constatada a embriaguez, além das sanções administrativas, o condutor é encaminhado à Polícia Civil e pode pegar pena de seis meses a três anos de detenção.



  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
webbanner-728x90px.gif
bottom of page