top of page

Jaraguá participa da 8° Encontro Estadual das Coroas do Divino Espírito Santo

28/04/2024 (10hs59m) - A cidade de Goiás sediou neste final de semana, o 8º Encontro das Coroas, um evento que reúne representantes de municípios que realizam a Festa do Divino Espírito Santo, uma antiga tradição católica. Na primeira capital goiana, o encontro irá celebrar ainda os 190 anos de doação, por Dom Pedro I, da coroa em ouro e prata utilizada nas festividades. Cerca de 20 cidades vão enviar representantes para o conclave, que nasceu em Jaraguá e tem o objetivo de manter e resgatar a tradição.


A empresária jaraguense, Simone Margarete, com o marido José Francisco da Silva (Zeca), idealizou o primeiro encontro em Jaraguá, em 2014.  “Cada cidade tem a sua cultura. É uma festa muito bonita e cheia de cor. Durante o cortejo tem anjos, lanterninhas e andores do Espírito Santo”, detalha


Naquele ano, os dois, atuantes na Paróquia Nossa Senhora da Penha, eram os imperadores da Festa do Divino. Nos dias que antecedem a festividade, há uma intensa peregrinação com a coroa do Espírito Santo, tanto na zona rural quanto no centro urbano.


“Uma noite ele acordou e disse que tinha sonhado com muitas coroas reunidas. Logo decidiu que queria fazer o encontro e comunicou a ideia ao pároco e este ao bispo de Anápolis. Tudo foi feito em uma semana. Reunimos em Jaraguá 11 municípios em 2014. Quando há permissão de Deus, as coisas acontecem”, afirma.


Desde então, Jaraguá assumiu o encontro também em 2015. Nos anos seguintes os grupos se reuniram em Niquelândia (2016), Pilar (2017), Pirenópolis (2018), Interlândia, distrito de Anápolis (2019) e Crixás (2023). Durante três anos, em razão da pandemia da Covid-19, o encontro não foi realizado. A escolha do local ocorre por sorteio dos municípios que se candidatarem, após o final da missa solene.


Provedor da Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos, à frente do encontro, Vinicius Campelo explica que este ano, pela primeira vez, o encontro será realizado em dois dias. No sábado, 27, os 3 mil participantes aguardados vão participar de uma noite cultural no Palácio Conde dos Arcos e em seguida de uma seresta pelas ruas do Centro Histórico. No domingo, 28, após o café da manhã, no Centro de Eventos, haverá o cortejo dos grupos com suas coroas até o Santuário de Nossa Senhora do Rosário, onde às 10 horas será celebrada uma missa solene.


“O objetivo não é somente o encontro festivo, mas também fortalecer a Festa do Divino. Em muitos lugares ela está sendo resgatada”, comemora Vinicius Campelo. Este ano, pela primeira vez, o encontro terá a participação de representantes de Itaberaí e Mossâmedes. Goiânia também irá enviar comitivas das paróquias do Ateneu Dom Bosco e de Nossa Senhora da Rosa Mística. Os municípios são representados não apenas pelos organizadores da festa (reinado), mas levam também todos os grupos que, de alguma forma, estão ligados às celebrações.


Pirenópolis, por exemplo, tem marcado presença com as Pastorinhas, os cavaleiros das Cavalhadas e sua banda. Goiás tem os grupos folclóricos de dança Congo e Tapuio; Jaraguá leva sua banda, os cavaleiros; Crixás e Cristalina participam com os grupos de folia da zona rural, etc. créditos O Popular.

Vídeo AQUI

Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page