top of page

Início do governo Lula: Fevereiro registra recorde de desmatamento na Amazônia

02/03/2023 (06hs04m) - O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou em fevereiro um recorde de desmatamento na Amazônia Legal desde o início da série histórica –em 2015. Em duas semanas do mês, já foram desmatados quase 209 km² de floresta.


A taxa é vista como alta ao considerar que fevereiro ainda não acabou. O balanço final do mês só deve ser divulgado na 6ª feira (3.mar.2023).


Os índices de maior destruição foram registrados nos Estados do Mato Grosso (129 km²) e do Pará (33,94 km²). Até então, a maior área desmatada na Amazônia Legal era de de 198,67 km², taxa registrada em 2022. 


O recorde observado em fevereiro se dá depois de uma redução de 61% nas taxas de desmatamento em janeiro, quando comparado com 2022.


Entre as promessas de campanha de Lula para o meio ambiente estava a punição para quem desmatasse de forma ilegal. Depois das eleições, o ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc disse que o Brasil registraria uma “redução forte e imediata do desmatamento no Brasil já no 1º trimestre do governo Lula”. Ele foi o titular do ministério de 2008 a 2010.


Das áreas desmatadas na Amazônia em 2022, 80% delas eram responsabilidade do governo federal, o equivalente a 8.443 km². No acumulado dos últimos 4 anos (2019 a 2022), foram desmatados 35.193 km², área superior aos Estados de Sergipe e Alagoas, (21.000 km² e 27.000 km², respectivamente).


É o que mostrou levantamento do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) divulgado em 18 de janeiro. O maior desmatamento da Amazônia dos últimos 15 anos foi registrado durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Somente em 2022, foram devastados 10.573 km², 0 5º recorde anual consecutivo. A área equivale a 3 mil campos de futebol por dia de floresta. 


Durante a gestão Michel Temer (MDB), de 2016 a 2018, foram devastados 8.844 km². No governo de Dilma Rousseff (PT), de 2011 a 2015, foram 10.421 km². 


O levantamento é feito por meio do SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento), ferramenta que monitora a Amazônia Legal que usa imagens de satélites, desenvolvido pelo Imazon em 2008. O monitoramento reporta mensalmente o nível de desmatamento na região. | Via Poder 360



コメント


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page