• Folha de Jaraguá

Goianésia inicia rodízio de abastecimento de água e Prefeito Leonardo Menezes reage

13/09/2021 (14hs02m) - A partir desta segunda-feira (13), Goianésia entra em um sistema de rodízio de abastecimento de água provocado pela crise hídrica em Goiás, resultado do severo período de estiagem. Para implementar o rodízio transitório, a Companhia de Abastecimento de Goiás (Saneago) utilizou o esquema de macrozonas – regiões essas que serão abastecidas em ciclos de três dias.


A companhia de abastecimento informou que tomou a medida “para garantir o abastecimento público”. “No entanto, a crise hídrica provocada pelo longo período de estiagem tem comprometido o nível do Ribeirão Anda Só”, que abastece Goianésia.


A Saneago divulgou ainda um cronograma de rodízio de abastecimento predefinido até o dia 19 de setembro. A Saneago ressaltou que “estas medidas poderão ser alteradas de acordo com a variação de vazão do manancial e, caso ocorra, serão antecipadamente informadas à população”.


Como vai funcionar o rodízio de abastecimento de água em Goianésia


Levando em conta a disposição geográfica dos centros de reservação e a localização dos bairros, a área de influência do sistema de abastecimento de Goianésia está dividida em quatro macrozonas. Inicialmente, de acordo com a Saneago, as regiões serão abastecidas em ciclos de três dias: no primeiro dia, o Grupo 1 e o Grupo 3 estarão desabastecidos e os outros grupos estarão com abastecimento liberado e estabilizado.


No segundo dia, o Grupo 2 e o Grupo 4 estarão desabastecidos e os Grupos 1 e 3 estarão com o sistema em recuperação. No terceiro dia os Grupos 2 e 4 estarão com o sistema em recuperação e os Grupos 1 e 3 estarão com abastecimento regularizado. No quarto dia o ciclo se repete.





  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif