• Folha de Jaraguá

Energia volta a ser cortada por falta de pagamento para famílias de baixa renda

02/10/2021 (19hs07m) - O corte no fornecimento de luz por falta de pagamento da conta voltou a ser permitido a partir desde sexta-feira, 1º de outubro. De abril 2020 a setembro 2021, uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica garantiu o fornecimento de energia elétrica a 12 milhões de brasileiros de baixa renda, inscritos na tarifa Social.


Mesmo os que atrasaram os pagamentos não tiveram a luz cortada. A partir de sexta-feira, as distribuidoras vão poder cortar a energia de quem está com as contas em atraso, mas devem facilitar a negociação.


Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica, as distribuidoras só poderão cortar a luz se notificarem os consumidores com, pelo menos, 15 dias de antecedência. Quem está com as contas em atraso poderá parcelar os débitos. As distribuidoras deverão dividir o valor em pelo menos três parcelas.


De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica, cada empresa poderá escolher a forma de facilitar a quitação das contas. O consumidor terá que entrar em contato com as empresas para negociar.




  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif