top of page

Cristiano Zanin, advogado pessoal de Lula é eleito ministro do STF com votos 58 favorável

21/06/2023 (18hs45m) - O plenário do Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (21/6), o nome de Cristiano Zanin para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O advogado foi indicado ao posto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Zanin teve 58 votos favoráveis e 18 contrários.


Ele precisava ter apoio de ao menos 41 dos 81 senadores para assumir a vaga no STF. Agora, o presidente da República poderá nomear Zanin ao cargo.


A votação ocorreu após aprovação de Zanin na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), em sabatina que durou cerca de 6 horas. Na CCJ, Zanin recebeu apoio de 21 dos 27 senadores titulares do colegiado.


Como foi a sabatina na CCJ


O advogado foi alvo de uma série de perguntas sobre sua proximidade com Lula, já que atuou na defesa do ex-presidente na Operação Lava Jato. Questionado sobre a relação com o agora presidente da República, Zanin disse que “não será subordinado” ao petista. O advogado também ressaltou que se considera “absolutamente na condição” de exercer a vaga no STF. Ele ocupará a vaga deixada pelo ministro Ricardo Lewandowski.


“Sinto-me absolutamente na condição de exercer esse cargo, atuar com imparcialidade. Uma das marcas da minha carreria foi a busca da imparcialidade”, pontuou.


Zanin também foi questionado pelo senador Sergio Moro (União-PR) se teria sido padrinho de casamento de Lula. O advogado negou. Admitiu que estabeleceu uma relação próxima com o presidente “ao longo do tempo”, mas disse que nunca foi convidado para ser padrinho de casamento do petista.


O futuro ministro do STF declarou que tratará Lula com “imparcialidade”, e destacou que “um ministro do STF só está condicionado à Constituição”.


Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page