top of page

Atlético ganha do Guarani e volta a Série A ajudado por derrota do Vila Nova

26/11/2023 (08hs21m) - O Atlético-GO está de volta à Série A depois de vencer o Guarani, neste sábado (25), por 3 a 0, gols de Dodô, Gustavo Coutinho e Matheus Peixoto, e o Vila Nova perder para o ABC por 3 a 2. No ano seguinte ao rebaixamento, o Dragão retorna à elite do futebol nacional em um Estádio Antônio Accioly lotado e sem depender apenas de seu resultado, como ocorreu há quatro anos, em 2019.


Com 64 pontos, o Atlético-GO termina a Série B na 4ª colocação. O Juventude também venceu na rodada e subiu, com a 2ª colocação.


O G4 da Série B termina com Vitória (72 pontos), Juventude (65), Criciúma (64) e Atlético-GO (64).


A torcida atleticana comemora o quarto acesso do clube, na Série B, desde 2006, disputada no sistema dos pontos corridos. O Dragão subiu à elite nacional em 2009 (4º lugar), 2016 (campeão), 2019 (4º lugar) e agora, em 2023 (4º lugar).

O Atlético-GO disputará a Série A pela oitava vez no século 21 – o Dragão jogou na elite nacional em 2010, 11, 12, 17, 20, 21, 22 e 2024.


O acesso do Atlético-GO serve para coroar uma temporada considerada vitoriosa do clube, pois foi bicampeão do Goianão, conquistando novamente o titulo na casa do rival, o Goiás.


A meta principal era retornar à elite nacional, disputada pelo Dragão pela última vez durante três anos consecutivos: 2020, 2021 e 2022. Conseguiu graças a uma campanha de recuperação.


As atuações e os resultados não foram bons no início da Série B. O Atlético-GO conseguiu refazer a rota. Fez dez contratações e trouxe o técnico Jair Ventura na virada do 1º ao 2º turno. Reagiu, obteve resultados importantes e mostrou ser competitivo, recuperando pontos importantes e devolvendo derrotas para adversários que haviam goleado o Dragão por 3 a 0, no 1º turno: Criciúma, Ceará e Juventude. A campanha também incoui o revés mais dolorido, no clássico contra o Vila Nova, em que o time atleticano vencia por 1 a 0 e praticamente eliminava o Tigrão da Série B. Mas a equipe vilavonense virou para 2 a 1 e ressurgiu na competição, acirrando a rivalidade local na luta pelo acesso.

Na Série B, foram dois turnos distintos do Atlético-GO, com campanha de destaque no 2º turno. O Dragão se tornou caseiro e não foi derrotado em casa nenhuma vez no returno. No período, foram conquistados 23 pontos em 27 pontos disputados (85, 18% de aproveitamento).


Além disso, nas 19 partidas disputadas em Goiânia em toda a SérieB, o time atleticano perdeu só uma vez, na goleada para o Ceará (3 a 0).


Como foi o jogo no Accioly


Foi uma tarde de tensão ou "com emoção", como havia previsto o técnico Jair Ventura nas últimas rodadas. Enquanto fazia a parte dele no Bairro de Campinas, o Dragão esperava por um insucesso do Vila Nova, que foi derrotado pelo ABC, em Natal. O Juventude também saiu perdendo, mas acabou virando o jogo diante do Ceará.

O Dragão fez um primeiro tempo marcado pelo nervosismo e por chances desperdiçadas. Mas, no intervalo, Jair Ventura trocou o lateral esquerdo Lucas Esteves pelo meia Dodô. Substituição decisiva, pois Dodô mudou o rumo do jogo.


Dodô, que entrou num cenário em que o Atlético-GO tinha um jogador a mais (o Guarani teve dois jogadores expulsos no primeiro tempo e o Dragão teve um), abriu o placar aos 5 minutos, após jogada de escanteio.


Depois, aos 8 minutos, Dodô fez cruzamento para Gustavo Coutinho cabecear e ampliar. O jogo ficou monótono, a torcida ficou à espera do fim do jogo e da derrota do Vila Nova. Ainda teve tempo para Matheus Peixoto fechar a goleada aos 47 minutos. O Dragão coroou, assim, o "returno espetacular" e festejou o acesso dentro da sua casa.




  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page