top of page

Apenas dois deputados goianos votam contra lei que tornar crime quem criticar políticos

16/06/2023 (07hs24m) - Deputados Federais goianos votaram em peso no projeto de lei que criminaliza quem hostilizar ou até mesmo criticar políticos que ainda não tiveram seus processos transitados e julgados em definitivo, mesmo havendo condenação. Apenas dois deputados goianos votaram contra a excrescência.


De acordo com o texto, quem criticar uma pessoa “politicamente exposta” ou denunciada e até mesmo condenada em processos que ainda não tenham transitado em julgado poderá ser punido com dois a quatro anos de prisão e multa.


Além das PPEs, o projeto de lei também protege réus em ações ou pessoas que tenham sido condenadas, mas cujo processo ainda não tenha transitado em julgado - ou seja, quando a condenação ainda pode ser contestada judicialmente.


O projeto de lei prevê os seguintes atos como discriminação quando são feitos em função da pessoa ser politicamente exposta, ré em processo ou condenada sem trânsito em julgado:


Injúria (ofensa à dignidade ou ao decoro).

impedir o acesso da pessoa a um cargo público. Negar emprego em empresa privada.

ter a ascensão bloqueada dentro de uma empresa. Ter o crédito negado por uma instituição financeira.


VOTARAM A FAVOR

Marisa Boldrin- MDB

Flávia Moraes- PDT

Daniel Agrobom- PL

Magna Moffato-PL

Adriano do Baldy-PP

Gaustin da Fokus-PSC

Ismael Alexandrino-PSD

Leda Borges-PSDB

Adriana Accorsi-PT

Rubens Otoni-PT

Jeferson Rodrigues-Repúblic

Zacharias Calil- União

Silvye Alves- União


VOTARAM CONTRA

Gustavo Gayer-PL

Professor Alcides-PL



Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
ACIJ.png
laclin.JPG
PATROCÍNIOS
midia-top-2022.gif
bottom of page