PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Vereadores de situação rejeitam abertura de Comissão Processante contra Zilomar Oliveira


Após a entrega de documentação por parte do Ministério Público aos vereadores na sexta-feira, 27 de setembro, contendo pedidos de; improbidade administrativa, bloqueio de contas, afastamento e indisponibilidades de bens do Prefeito Zilomar Oliveira, na sequencia veio a decisão do juiz Liciomar Fernandes, negando todos os pedidos dos promotores, o que esvaziou a possibilidade de abertura de uma Comissão Processante para afastar e cassar o prefeito.

Porém um empresário da cidade apresentou uma nova denúncia, baseada em fatos semelhantes aos do MP e os vereadores tiveram que analisar a possibilidade de admissão do processo na terça-feira, 01 de outubro. Porém por apenas um voto o prefeito escapou de ser investigado pelos vereadores.

De acordo com o presidente da câmara, o vereador Roberto Moreira, o empresário Dhonivall Francisco de Oliveira, como cidadão, protocolou a documentação na véspera, faltando 15 minutos para o fechamento da pauta e se utilizando do caso dos consignados, apresentou denúncia por apropriação indébita contra o Prefeito Zilomar Oliveira, que teria utilizado recursos descontados em folha dos servidores público para outros fins, sem repassar aos bancos, o que gerou negativação do nome de funcionários e diversos transtornos. Um resumo das 100 páginas foi lido para os vereadores e em seguida ocorreu à votação.

Para que fosse possível a abertura de uma Comissão Processante eram necessários dois terços, ou seja, nove votos. A oposição conseguiu 8 votos e os 5 vereadores da base de Zilomar Oliveira enterraram qualquer possibilidade de se investigar os atos irregulares supostamente cometidos pelo prefeito.

VOTARAM PELA ABERTURA DA COMISSÃO

Juninho Belo (MDB)

Valdeni Galinha (PSD)

Breno Leite (DEM)

Odair da Vizzado (PODEMOS)

Zé Sabia (PRB)

Nilvan Braz (DEM)

Leirso Cordeiro (PSB)

Gaspar da Costa (PTB)

DERRUBARAM A ABERTURA DA COMISSÃO

Henrique Bernardo (PSDB)

Alcion Gonçalves (PP)

Ronan Caetano (PSDB)

Hélio Mecânico (PC do B)

Roberto Moreira (PP)

REPERCUSSÃO

Após a votação, alguns vereadores trocaram farpas; Nilvan Braz disse que o grupo de vereadores do Prefeito, não quis fazer sua obrigação que é a de fiscalizar. Henrique Bernardo rebateu dizendo que fiscalizar é livre, mas o que seria realizado era uma investigação com julgamento político. Zé Sabia disse que não se tratava de cassação, mas da admissão de um processo de investigação legitimo.

Odair da Vizzado recorreu à frase, “Quem não deve não teme”. Breno Leite disse que o Prefeito Zilomar, perdeu a oportunidade de esclarecer tudo e deixar em pratos limpos. Roberto Moreira foi enfático em dizer que a justiça já havia decidido em favor do prefeito. Alcion Gonçalves criticou o Ministério Público e disse que só votaria contra o prefeito se houvesse corrupção, mas não era o caso. Funcionários comissionados da prefeitura que estavam na galeria comemoram a vitória do Prefeito Zilomar.

#VereadoresdesituaçãorejeitamaberturadeComiss

MIDIA_FOLHA_DE_JARAGUÁ_01.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá