• Folha de Jaraguá

Com presença dos chefes dos 4 poderes de Goiás é inaugurado novo presídio de Jaraguá


Foi inaugurado na quinta-feira, 27 de junho, o novo presídio de Jaraguá, erguido com recursos da população, sem a ajuda do Governo de Goiás, com capacidade para mais de 100 presos. O evento teve a presença, dos chefes dos quatro poderes do Estado, o Governador Ronaldo Caiado, o Presidente do Tribunal de Justiça, Walter Carlos Lemes, do Presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira e do Procurador Geral de Justiça, chefe do Ministério Público, Aylton Vechi. Eles foram recepcionados pelos anfitriões do evento, o Juiz Liciomar Fernandes e o Promotor Everaldo Sebastião de Souza.

Também estiveram presentes, os vereadores do município, o presidente da câmara, Roberto Moreira, o Prefeito de Jaraguá, Zilomar Oliveira, além de vários deputados estaduais, prefeitos da região, como Renato de Castro de Goianésia, os comandantes das forças de segurança pública da região e do estado, com um forte aparato, além dos demais membros do judiciário e do ministério público local, entre outras autoridades que já exerceram funções em Jaraguá.

A história do presídio inaugurado na quinta-feira, 27, teve inicio em 2004, na gestão da ex-prefeita Márcia Fonseca, com a doação de um terreno, transferido posteriormente para o atual endereço pelo Ex-prefeito Lineu Olímpio, onde o ex-governador Marconi Perillo, começou a obra, paralisada pelo ex-governador Alcides Rodrigues, depois abandonada por toda a gestão tucana. Com a demarcação do Parque Estadual Ecológico da Serra de Jaraguá, foi preciso uma emenda do ex-deputado Nédio Leite, para retirar o presídio da área ambiental, como o descaso do Estado continuou, coube ao Ministério Público e o Judiciário local, tomar as rédeas da obra e concluí-la.

Na última década Jaraguá conviveu com fugas constantes da antiga unidade prisional construída na década de 1980 pelo Ex-prefeito Dr. Inhô. Para construir o novo presidio o Judiciário, o Ministério Público, o Conselho da Comunidade, a Prefeitura e a Câmara de Vereadores locais se uniram para terminar a obra, que vale lembrar mais uma vez, foi abandonada pelo Estado de Goiás.

O novo presídio, erguido está em uma área de 6 mil metros quadrados (m²) ao pé do Parque Estadual da Serra de Jaraguá, e agora passa para a responsabilidade da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), que tem à frente o coronel Polícia Militar Wellington de Urzêda Mota. O local tem 14 câmeras de monitoramento, muro com 4,5 metros de altura com concertina e cerca elétrica, além de consultórios odontológico, doado pela Prefeitura de Jaraguá.

O antigo presídio não será desativado, abrigará as mulheres presas e presos provisórios. Sobre o novo presídio, o Juiz Liciomar Fernandes disse ao Jornal O Popular que a construção custou mais de R$ 1 milhão. O presídio fica a cerca de 800 metros da área urbana (Vila Isaura) e a via de acesso já está asfaltada e iluminada graças a empresa (Pav Santos) que tinha pendências judiciais, conforme Termo de Ajustamento de Conduta.

O novo presídio passa a conta também com duas alas e uma área de convivência, onde os presos poderão trabalhar numa horta e há espaço para atividades esportivas e para construção de um local de trabalho, para remissão de pena. De acordo com o promotor de justiça, Everaldo Sebastião de Souza, para dar serviço aos detentos, a ideia é buscar parcerias no setor de confecção, que é a vocação da cidade.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

© Copyright 2006 - 2021 Folha de Jaraguá