PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Jaraguá passa a contar com empresa para receber retalhos de tecidos das confecções


Um dos principais gargalos ambientais de Jaraguá são as sobras de tecidos produzidas pelas confecções. Há vários anos, as autoridades buscam uma solução para dar a destinação correta a esse material, que até então era descartado no lixão da cidade. Desde 2018, o Subsecretário de Meio Ambiente de Jaraguá, Antônio Menezes, vem trabalhando em um projeto de reaproveitamento e reciclagem desse tecido.

Com o apoio do Ministério Público e o empenho da equipe do Meio Ambiente, surgiu uma solução compartilhada com uma empresa. A Ecovip Reciclagem de Resíduos Têxtil, que já tem experiência no mercado nacional com esse tipo de material, com outras filiais pelo Brasil, levou o empresário Oscar Gonçalves, a se interessar pela proposta de Jaraguá e com isso instalou um Galpão para recolhimento de retalhos na cidade.

Antônio Menezes ressalta que espera contar com a colaboração dos empresários, levando todos os retalhos até o galpão, que fica na Av. Bernardo Sayão, próximo a Igreja Assembleia de Deus na Vila São José. “Precisamos de todo os retalhos, não só do brim que tem um valor de mercado, mas também do jeans que muitos tratam como lixo, a Ecovip, aproveita tudo, mas esperamos que isso seja priorizado pelos confeccionistas” disse.

De acordo com engenheiro ambiental, Sheriman Rayner, a retirada dos tecidos do aterro sanitário, cumprirá a lei federal que trata da destinação dos resíduos têxteis do setor de confecção. Antônio Menezes adiantou ainda que o Prefeito Zilomar Oliveira (PSDB), trabalha junto com o Consórcio que tem como parceiros os municípios de São Francisco e Jesúpolis, na construção do novo aterro sanitário. “O prefeito tem nos dado respaldo para cumprimos nossos compromissos na área ambiental” concluiu.

#Jaraguápassaacontarcomgalpãoparareceberret

banner-folhadejaragua.jpg
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá