By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá

PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

7º assassinato: Roberto Andrade, o Betão é morto em confronto com o GPT em Jaraguá


Jaraguá contabilizou a sétima morte violenta do ano. Eram por volta das 23hs de segunda-feira, 1 de abril, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado pela Polícia Militar para socorrer uma vítima de confronto, no Jardim Ana Edith, próximo ao Setor Morada Nova. De acordo com o jornalista da Rádio Sucesso FM, Wellington Marques, no local estava uma viatura do GPT e a informação repassada era de uma ocorrência de combate ao tráfico de drogas, organização criminosa, porte de arma de fogo que terminou em confronto.

O local é conhecido como a Rua do Corredor, próximo ao Milionários Jaraguá Clube e de acordo com as informações da PM, no endereço funcionava um ponto de tráfico e distribuição de drogas. O Grupo de Patrulhamento Tático chegou para fazer uma abordagem, quando teriam sidos recebidos à bala e revidando a agressão, atingiram Roberto Andrade Tostes, mais conhecido como Betão, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A polícia informou que Betão, estava armado e teria tentado realizar um confronto, não restando opções aos policiais, ele morreu após ser alvejado. Um segundo homem que ainda não teve o nome divulgado, foi detido dentro da residência, onde teriam sido encontradas drogas e armas de fogo.

A informação é de que Betão já tinha passagens pela polícia. O IML foi acionado para periciar o local e recolher o corpo para ser entregue a família. Na terça-feira, 02 de abril, a PM e a Polícia Civil deverão dar mais detalhes da ocorrência.

MAPA DO CRIME 2019

O 1º e 2º ASSASSINATOS do ano em Jaraguá foram registrados na madrugada de sexta-feira, 4 de janeiro. O primeiro acorreu na região da Vila São José, próximo a um Pit Dog. A vítima, Fábio Gonçalves da Cruz foi alvejado com vários disparos de arma de fogo quando estava na área de sua casa.

Na sequencia no bairro vizinho, no Santa Fé, Sérgio da Silva foi executado dentro de uma residência com vários disparos. Nos dois casos os assassinos chegaram gritando, “é a polícia, polícia”. As vítimas tinham passagem pela polícia.

O 3º ASSASSINATO do ano em Jaraguá foi registrado na noite de quinta-feira, 10 de janeiro, quando Ronaldo Luiz Tostes foi assassinado na Rua T -18, no Setor Dhema da Mata. O mecânico de motos, faleceu no local após ser alvejado por diversos disparos de arma de fogo em uma emboscada. Um veículo VW/Gol, parou e alguns homens desceram e efetuaram vários disparos. Para a polícia Ronaldo Tostes foi morto por engano.

O 4º ASSASSINATO do ano em Jaraguá foi registrado na manhã de sábado, 12 de janeiro, foi morto um adolescente de 14 anos na Rua das Pitangueiras, no Jardim Primavera, com diversos disparos de arma de fogo. Criminosos pularam o muro dos fundos da residência e mataram Israel de Almeida Diniz, de apenas 14 anos.

O 5º ASSASSINATO do ano ocorreu na tarde de terça-feira, 15 de janeiro, quando foi morto a facada o jovem, Jean Vitor Costa, após uma confusão, o crime ocorreu no Distrito de São Geraldo, que fica a cerca de 15 km da cidade. A Polícia Militar prendeu o irmão da vítima, considerado o principal suspeito, ele nega que tenha cometido o crime.

O 6º ASSASSINATO do ano em Jaraguá ocorreu na madrugada do dia 10 de fevereiro, domingo, quando morreu Luciano Francisco de Melo, um jovem de 20 anos que foi alvejado pelo Major Leandro Ferreira Carvalho, (44 anos) Comandante da 3ª CIPM. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a morte teria ocorrido após uma tentativa de roubo contra a esposa do Major e na sequencia dos fatos teria ocorrido um confronto.

O Major Leandro Ferreira Carvalho apresentou-se à delegacia da polícia civil e o caso ainda está sendo investigado, mas ainda sem conclusão. A família já se manifestou na imprensa, afirmando que não acredita na versão, atestam que Luciano Melo foi morto por engano. A vítima não tinha passagem pela polícia.

#7ºassassinatoRobertoAndradeoBetãoémortoe

GIF-JARAGUA.gif
petro-arabe2-17-8.gif