• Folha de Jaraguá

Falta de pagamento da Prefeitura de Jaraguá com servidores, também afeta o comércio


O atraso do pagamento dos servidores públicos, desde setembro de 2018, trouxe diversos transtornos, não só ao funcionalismo, mas também para o comércio de Jaraguá. E se não fosse a intermediação do Ministério Público para minimizar os problemas, a situação da má gestão pública da cidade só teria piorado, já que para o servidor conseguir receber e pagar as suas contas, foram necessárias várias reuniões entre os promotores e os representantes da prefeitura e somente após muita pressão, que já no final de janeiro que a situação ganhou esperança de ser normalizada.

A má gestão dos recursos públicos também afetam fornecedores da Prefeitura de Jaraguá e atrapalha a vida dos comerciantes que abrem crédito para os servidores. “O atraso do município com os funcionários também é repassado para o comércio. E nós sabemos de quem é a culpa. Ainda bem que temos um Ministério Público forte, atuando para ajudar a população, porque se dependesse desse prefeito, estávamos sem previsão até hoje” disse um comerciante.

Durante a campanha eleitoral, o candidato Zilomar Oliveira, batia no peito e dizia que dinheiro a prefeitura tinha, porém faltava gestão e que ele sabia como resolver os problemas. Depois que se tornou prefeito, vem demonstrando que não sabe administrar a cidade, embora em dezembro à arrecadação do município tenha sido de 10 milhões de reais.

O ano começou com as contas atrasadas, funcionalismo sem receber, paralisação da coleta de lixo, pensionistas, aposentados e comissionados sem dinheiro, consignados em atraso com os bancos e ainda descumpriu o acordo firmado com o ministério público. Sem contar que a cidade continua esburacada e parcialmente escura em muitos bairros. “Será que o prefeito está pagando língua? Está é a pior administração de Jaraguá” disse um servidor.

MULTA

Na quarta-feira, 30 de janeiro, o Prefeito Zilomar Oliveira e o Secretário de Finanças, Silvano Martins, assinaram um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) com o Ministério Público, se comprometendo a pagar o funcionalismo até o dia 20 de cada mês, sob pena de serem multados, com bloqueio de bens pessoais. “Agradecemos muito o Ministério Público, agora nem que seja na marra o Zilomar vai aprender a respeitar os servidores público de Jaraguá” disse um aposentado.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá