• Folha de Jaraguá

Goianésia registra o 11º homicídio do ano. Comerciante é morto com tiros na cabeça


No início da tarde de quinta-feira, 20, por volta das 14h15, o comerciante José Luciano Fialho dos Santos, o Luciano da Procar, de 50 anos, foi morto com vários tiros na cabeça na porta de seu estabelecimento comercial localizado na Avenida Goiás, esquina com a Rua 04, Setor Sul.

A Polícia Civil descartou a hipótese de latrocínio e trabalha única e exclusivamente com a hipótese de execução. Ao Portal Meganésia, o delegado Marco Antônio Maia, explicou que ainda não pode entrar em detalhes para não atrapalhar as investigações, mas informou que a vítima já havia registrado um Boletim de Ocorrências por estar sendo ameaçado, no entanto, não esclareceu quem seria o autor das ameaças e quais razões.

Depois que recebeu as ameaças, Luciano passou a andar com colete a prova de bala, mas nesta tarde, duas pessoas se aproximaram dele no exato momento em que entrava em sua oficina e atirou várias em sua cabeça, alvejando-o na parte de trás. Em seguida os atiradores fugiram pela Rua 04 e não mais foram vistos.

Toda a ação dos criminosos foi filmada pelas câmeras de segurança da empresa. Elas serão usadas pela polícia para tentar descobrir a autoria do homicídio, de acordo como delegado, os bandidos estavam com uma espécie de capuz na cabeça.

A Polícia Cientifica de Goiás, regional Goianésia, esteve no local colhendo as primeiras informações e realizando perícia. Em seguida liberou o corpo de Luciano para o Instituto Médico Legal - IML - também de Goianésia para realização de exames cadavéricos, para posteriormente liberá-lo aos seus familiares. Este foi o 11º homicídio do ano registrado em Goianésia.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
Campanha-covid-saude-estado01.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá