728x90.gif
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Folha de Jaraguá

CREA afirma que ART obtida por Parque onde morreu estudante em Ceres é falsa


Wiliam Gonzaga de Campos, inspetor titular do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás, (CREA) Regional Ceres, que atende 27 cidades, conversou com o repórter Dudu Bala e afirmou que é falsa a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) do Parque de Diversões, onde a estudante Isabella do Amaral Vieira sofreu acidente e morreu.

O inspetor falou publicamente sobre a documentação exigida pelas autoridades competentes para o funcionamento do Parque de Diversões instalado na Praça Cívica de Ceres, o qual na madrugada do último domingo (26/8) quatro adolescentes caíram de um dos brinquedos denominado (Surf).

Segundo o inspetor, o documento que foi apresentado as autoridades, a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), é falsa. O inspetor disse que o engenheiro teria utilizado uma senha de um outro profissional, entrado no sistema e falsificado o documento. Ele disse também, que não sabe se o outro profissional fez a ART e passou a senha para ele, pra que pudesse alterá-lo, ou se ele pegou a senha do profissional sem o consentimento do mesmo.

Wiliam Gonzaga, afirmou ser uma ART forjada, onde houve alterações nos dados, inclusive ele fala também que o comprovante de pagamento anexo a ART, também é falso. Ele disse que foi feita uma transferência no mesmo valor, mas não para conta do CREA.

O inspetor, contou que o engenheiro mecânico que emitiu a ART, está suspenso desde de fevereiro do corrente ano. O motivo da suspensão segundo Wiliam, o engenheiro tinha uma autorização (carteira) provisória a qual tem validade por um ano. O profissional, de acordo com Wiliam, não apresentou o diploma de formação superior na área, ele só terá o direito da carteira profissional para exercer a profissão após apresentação do diploma.

Já existe um processo interno no CREA contra o engenheiro, e provavelmente segundo Wiliam, passará a Polícia Federal para investigação, já que o órgão é federal. Provavelmente, na próxima semana, o órgão ouvirá os dois engenheiros que também terá de dar explicações a polícia.

radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif