By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá

PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Após acordo, SINTEGO cobra pressa da Prefeitura no enviado da lei do piso a câmara


Após quase dois meses de negociação, finalmente saiu um acordo entre os profissionais em educação e a Prefeitura de Jaraguá sobre o piso nacional dos professores. O entendimento só possível graças à intermediação do Ministério Público, que foi capaz de colocar todos os envolvidos na mesma mesa de conversação. Após o acordo, o SINTEGO agora cobra celeridade da Prefeitura, para enviar antes do recesso parlamentar a lei com os 7,5% de reajuste para aprovação pelos vereadores.

Na primeira reunião, a proposta apresentada pelo Prefeito Zilomar Oliveira, embora tenha sido considerada um avanço, não teve aprovação da categoria, que após duas semanas, se reuniu em assembleia e formulou uma contra proposta. “O valor do reajuste apresentado por nós, atenderá a todos, independente se está no início ou no final da carreira. É bom que se diga que valor acordado, ainda não alcança o piso nacional. Por isso em outubro haverá uma nova rodada de negociação” explicou.

Rosária Nogueira, Presidente do SINTEGO, elogiou o Prefeito Zilomar Oliveira, disse acreditar que as negociações com o apoio do Ministério Público continuarão avançando para corrigir outros gargalos que impedem a valorização dos profissionais da educação. Além do piso, há outras pautas em aberto, como a situação dos funcionários do administrativo das escolas, a questão dos concursados de 2016 a serem chamados e as eleições diretas na rede municipal de ensino.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Na quinta-feira, 27 de junho, será realizada a última sessão do semestre, antes do recesso parlamentar, depois os vereadores só retornarão em agosto. Porém o vereador Werlon Coró (PDT), Presidente da Câmara, disse que se a Prefeitura enviar o projeto nos próximos dias, ele irá convocar sessões extras para aprovar o reajuste dos professores, que por lei, precisa do aval da câmara municipal.


GIF-JARAGUA.gif
petro-arabe2-17-8.gif