PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

SINTEGO fará paralisação e avalia greve geral em Jaraguá para forçar prefeitura a pagar piso


A Presidente do SINTEGO em Jaraguá, a professora Rosária Nogueira, anunciou na quarta-feira, 30 de maio, que os professores da rede municipal de ensino, avaliam entrar em greve para forçar a prefeitura a pagar o piso nacional da categoria. Ela anunciou que na segunda-feira, 04 de junho está convocada uma paralisação para analisar a possibilidade de greve, quando ocorrerá uma assembleia da categoria.

De acordo com Rosária Nogueira, não haverá aulas no dia 4. “Enviamos comunicado a Secretária Municipal de Educação, inclusive orientando para o transporte escolar também não funcione nesse. Há vários meses estamos aguardando uma reunião com prefeito para discutirmos o pagamento retroativo a 2017 e de 2018 que até agora não foi pago. Como não há resposta, a categoria avalia a possibilidade paralisação” disse.

Em 2017, o reajuste acordado com o município não foi pago integralmente, causando prejuízos aos professores. “Sobre o piso deste ano, já estamos entrando em junho e até agora eles não disseram nada em relação ao reajuste. Não podemos esperar o ano acabar para negociar essa situação que é um direito adquiridos dos professores” argumentou.

Os calotes dados aos professores (integral e parcialmente) dos anos de 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016 já estão ajuizados, aguardando decisão da justiça.

A Secretária de Educação, Lilian Amaral Brandão, reconheceu as dificuldades que o município tem em pagar o Piso Nacional dos Professores, afirmou que está tentando uma solução junto ao Secretário Municipal de Finanças, Silvano Martins, mas que por enquanto não tem nenhuma solução.

Em entrevista a Rádio Sucesso FM, Lilian Brandão desmentiu a informação dada pela Professora Rosária Nogueira, sobre a paralisação no dia 4. Segundo ela, as escolas e o transporte vão funcionar normalmente. “Aqueles professores que faltarem, terão de repor as aulas posteriormente” afirmou.

TRANSPORTE SEM RECEBER

Na sessão de terça-feira, 29 de maio, o vereador Leirso Cordeiro (PSB), afirmou que os motoristas do transporte escolar, estão há quatro meses sem receber integralmente. De acordo com o vereador, esses profissionais estão passando por dificuldades “Alguns estão vendendo bens pessoais para manter o transporte” criticou.

O vereador Roberto Moreira (PP), líder do Prefeito Zilomar Oliveira (PSDB), empurrou o problema para o Governo do Estado de Goiás, que deixou de fazer os repasses a prefeitura. “Esse é o motivo que está existindo os atrasos com os motoristas do transporte escolar” frisou. O vereador Gaspar da Costa (PTB), disse que se o Governador José Eliton (PSDB), não honra os compromissos com a educação, agora que é pré-candidato “Imagina se ganhar” alfinetou.

A Secretária Lilian Amaral Brandão, disse que as dívidas são parciais. “Alguns meses foram pagos 30% e em outros 50%. Está atrasado de forma integral apenas o mês de abril” frisou. Ela reafirmou que está trabalhando e dialogando com o Secretário de Finanças para tentar amenizar o problema do atraso dos motoristas nas próximas semanas.

#SINTEGOfaráparalisaçãoeavaliagrevegeralemJ

MIDIA_FOLHA_DE_JARAGUÁ_01.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá