• Folha de Jaraguá

Devido ao descaso do Governo de Goiás, Câmara rejeita doação de terreno a PM


Os vereadores de Jaraguá, em sua maioria rejeitaram projeto de Lei da Prefeitura, que pedia autorização legislativa para doação de um terreno para a 3ª Companhia Independente da Polícia Militar. O projeto foi apresentado sem argumentação técnica e política, sem orçamento ou projeto para sua execução. Ao votarem contra, os vereadores argumentaram que o Estado segue omisso com a segurança pública de Jaraguá em quesitos básicos e que não colocou recursos para construção de uma nova sede para a PM. Leirso Cordeiro (PSB) ponderou que é preciso ao menos um projeto básico acompanhando o pedido de doação. Ele lembrou que este ano o Governo de Goiás, não pode mais iniciar novas construções, exceto as que já foram licitadas.

Leirso defende que é melhor analisar o projeto no próximo ano quando o Estado terá um novo governador. “Não tenho nada contra a polícia militar, aliás, sou a favor, mas esse projeto precisa inclusive da opinião da sociedade. Será que a área que querem doar é adequada? Existe orçamento para essa construção?” questionou. O vereador Nilvan Braz (DEM), lembrou que já foram doadas diversas áreas, que voltaram para o município, porque o Estado não colocou recursos no orçamento para a sua construção e que não há nenhuma garantia de que dessa vez será colocado.

“O Governo de Goiás não tem dotação orçamentária para construir a nova sede. Doar uma área, que não tem projeto, nem planejamento e o município precisando de área para a construção de escola, por exemplo, não acho justo” disse. Nilvan Braz concluiu dizendo que é a favor da doação de uma área a PM em outro local, desde que haja um amplo entendimento. Zé Sabia (PRB) lamentou a falta de compromisso do Governo de Goiás com a Segurança Pública de Jaraguá. “A Polícia Militar tem nosso respeito e admiração. Mas meu voto é contra, por causa do descaso do Estado com Jaraguá. O Secretário de Segurança Público não atende a cidade e se doarmos essa área, será mais um terreno baldio na cidade” completou.

O vereador Valdeni Galinha (PSD), reclamou que o projeto foi enviado sem as devidas explicações por parte do executivo. “É preciso debater, apresentar uma planta pelo menos, não com essa pressa. Ninguém aqui é bobo” ponderou. Alcion Gonçalves (PP) defendeu a doação, porque segundo ele, era um beneficio para população. “Devemos fazer a nossa parte, sem olhar lado político, quem é o governador, se fez ou se não fez” frisou. Roberto Moreira (PP), também defendeu a doação, afirmando que ficou triste com a decisão da maioria. “O Estado não pediu nada para nós, quem pediu foi à polícia militar” acrescentou. O presidente da câmara Werlon Coró (PDT), fez um discurso enfático em defesa da aprovação do projeto, mesmo com criticas ao Estado, disse que a câmara precisava ter dado uma resposta positiva a Polícia Militar. VOTAÇÃO A votação terminou 07 votos contra (Gaspar da Costa, Zé Sábia, Breno Leite, Nilvan Braz, Leirso Cordeiro, Valdeni Galinha e Odair da Vizzado). Votaram pela doação (Werlon Coró, Roberto Moreira, Juninho Belo, Ronan Caetano, Hélio Mecânico e Alcion Gonçalves). ANALISE O Governo do Estado de Goiás, está de costas para a Segurança Pública de Jaraguá. A delegacia da polícia civil, foi construída sem nenhuma ajuda do Estado e é hoje uma das mais modernas da região, graças ao Ministério Público, ao Poder Judiciário e o Conselho da Comunidade e parceiros. Essas mesma entidades vão terminar a Cadeia Pública, abandonada a 12 anos pelo Governo de Goiás, que sequer quis enviar o projeto original que está na Agetop. Além de não ter orçamento para construir a sede da Polícia Militar, o Governo de Goiás, não ajuda a segurança pública de Jaraguá, com absolutamente nada. A Companhia Independente da PM deveria funcionar com 60 policias e só tem 46. Faltam mais armamentos e viaturas e quem deveria arcar com todas as despesas com pessoal, era o Estado, que por omissão, obriga a prefeitura a ceder servidores para trabalhar na área administrativa. Doar o terreno a Polícia Militar, é importante, fundamental e imprescindível, mas poderá ser feito em 2019, quando Goiás, terá um novo Governador, onde se espera que este tenha compromisso com Jaraguá.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá