PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Polícia Civil elucida morte de motorista do Deputado Nédio e apresenta criminosos


A Polícia Civil de Jaraguá elucidou o assassinato de Juarez Gonçalves Cruz, que ocorreu no dia 29 de janeiro, do ano de 2016, o motorista do deputado estadual Nédio Leite (PSDB) foi vítima do crime de latrocínio. Na época a morte de Juarez trouxe muita comoção, pois a vítima era bastante conhecida, além de ser uma pessoa do bem, de bom relacionamento com sociedade.

RELEMBRANDO

Juarez, como de praxe, foi até a panificadora pela manhã e lá, reagiu a um assalto e, então, covardemente, foi morto por projétil de arma de fogo. Imediatamente a Polícia Civil instaurou o Inquérito Policial para apurar os fatos. Dezenas de diligências foram realizadas pelos policiais civis (agentes e escrivães) e, graças a esse trabalho, a Polícia Civil de Jaraguá finalizou o Inquérito Policial e conseguiu indiciar os autores.

RESPONSÁVEIS

De acordo com a polícia civil, os responsáveis pelo crime de latrocínio, foram às pessoas de Gabriel Barbosa Fonseca (Vulgo Goiano), Lucas Antônio da Silva (Vulgo Lucas Panda) e Janduhi Cabral Diniz Filho.

PARTICIPAÇÕES

Ficou consubstanciado nos autos que Lucas Panda e Janduhi Cabral ficaram dentro de um VW/Voyage, de cor branca, enquanto Gabriel Barbosa (Goiano) desceu armado para praticar o roubo na panificadora. Após roubar a panificadora e um cliente que ali se encontrava, a vítima Juarez entrou, foi abordada e reagiu e, neste momento, foi morta friamente.

Em seguida, os marginais empreenderam fuga no veículo Voyage. Lucas Panda e Janduhi Cabral possuem inúmeras passagens policiais por diversos crimes, inclusive, ambos estão presos. A Polícia Civil representará pelas prisões preventivas de todos. O Inquérito Policial será remetido ao Poder Judiciário.


Campanha-covid-saude-estado01.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá