PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Empresário de Petrolina de Goiás é sequestrado após assalto


O empresário do ramo de eletrodomésticos Carlos Roberto Martins das Dores (52) foi sequestrado na noite de domingo (15), em sua casa, em Petrolina de Goiás, a 73 quilômetros da Capital, na Região Central do Estado. Segundo informações da Polícia Civil, até o momento, nenhum contato foi feito pela vítima ou bandidos.

Agentes da Delegacia Estadual de Investigação Criminal (Deic), de Goiânia, estão realizando perícia e serviço investigativo na cidade, sob orientação do delegado Valdemir Pereira e em apoio à delegacia da cidade.

De acordo com a delegada Carla Portes Poudel, titular de Petrolina, a polícia está levantando informações e ouvindo pessoas que perceberam a movimentação no local. Segundo ela, apenas os dois filhos do casal e a avó deles estavam na residência no momento da abordagem. “Os familiares revelaram que, por volta das 20h, dois homens armados invadiram a casa em que vivem, no Setor Moraes”.

Carlos Filho, que estava na casa, revela detalhes da situação. “Estávamos com minha avó em casa, quando fomos abordados. Meus pais estavam na igreja e foram recebidos pelos bandidos. Meu pai foi agredido com chutes e ameaças de morte. Estavam armados e ameaçaram nos matar se não entregássemos a quantia de R$ 400 mil. Como não tínhamos o dinheiro, entregamos tudo o que estava na casa, cerca de R$ 5 mil. Eles reviraram a casa procurando mais dinheiro”, revela Carlos Filho (20).

Ele afirma que a família não suspeita de nada. “Estamos no aguardo de uma resposta dele, de alguém que saiba de algo”, reforça. Ao longo das horas de terror vividas pela família, outros dois bandidos chegaram à residência por volta das 3h. “Levaram três carros nossos e forçaram meu pai a ir para a loja dele, que fica a cerca de 800 metros da residência.

Lá, eles roubaram mais um caminhão cheio de mercadorias, com eletrodomésticos e levaram meu pai junto”. Segundo informações da Polícia Civil, o caminhão foi encontrado próximo a Brasília, mas até o momento, não há sinal dos bandidos. “Estamos coletando impressões digitais e outras pistas que possam nos levar à captura dos bandidos e ao resgate da vítima”, comenta a delegada.

Conforme expõe ela, os criminosos deixaram a loja por volta das 6h da manhã. “Além dos veículos e mercadorias, levaram documentos pessoais, cartões de crédito e o próprio empresário, que foi feito como refém. Ele ainda está em poder dos bandidos”.

Com informações: Mais Goiás


MIDIA_FOLHA_DE_JARAGUÁ_01.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá