PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Além de furtos, Jaraguá registra 8 assaltos em 72 horas. Ninguém foi preso


Com o Governo do Estado de costa para Jaraguá, a cidade vive os seus piores dias na área de segurança pública, 6 homicídios em quatro meses, três deles em 25 dias. Dezenas e dezenas de assaltos e furtos a residências e ao comércio, famílias traumatizadas e o povo assustado com tanta insegurança. E nada, absolutamente nada tem sido feito por parte das autoridades, até agora só promessas e a população revoltada e ao mesmo tempo descrente com a cidade, muitos falando em se mudar.

Em 72 horas, entre sábado (07) e segunda-feira, (09 de abril), ocorreram 8 assaltos a mão armada, além de furtos. Um gerente de uma loja foi assaltado ao chegar em casa na Vila São José, um casal no mesmo bairro foi abordado por dois criminosos que levaram seus aparelhos celulares. Um supermercado na Vila Brasilinha foi assaltado pela terceira por criminosos e um posto do combustível no centro também foi assaltado por dois homens armados.

O proprietário de um estabelecimento comercial (PUB 45), no setor Aeroporto, estava em casa com a família quando dois homens encapuzados invadiram a residência, renderam as vítimas e levaram 10 mil reais em dinheiro e uma corrente de ouro. Instantes depois, um Pit Dog na Vila São José foi assaltado por bandidos armados, que levaram R$ 800,00. Na segunda-feira, 9, uma aposentada foi assaltado próximo ao hospital estadual Sandino de Amorim e duas jovens tiveram os celulares levados por menores (bandidos) no Setor Vila Verde.

Os criminosos sabem que existe impunidade no país, mas em Jaraguá ela é ainda maior, os criminosos sabem que não há efetivo suficiente na Polícia Militar e faltam investigadores na Polícia Civil. Sabem que se forem presos, não ficarão muito tempo na cadeia. Por isso invadem lojas para roubar celulares às 11h da manhã, às 15h como ocorreram nas lojas Móveis Estrelas e Só Colchões, entre outras inúmeras situações graves.

Revoltada principalmente com os homicídios de inocentes que morreram recentemente em Jaraguá, a população decidiu protestar, cobrar das autoridades. Mas as promessas ficaram apenas no discurso, repetindo, nada absolutamente nada foi feito até o momento. As vaias dadas ao deputado estadual Nédio Leite, entraram em um ouvido e saíram no outro, sua visita a Goiânia serviu apenas para derrubar o Major Augusto do comando da 3ª CIPM. A população está desesperada, esperando uma trégua, nem que seja por parte dos bandidos.


MIDIA_FOLHA_DE_JARAGUÁ_01.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá