728x90.gif
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Folha de Jaraguá

Fugitivo do presídio de Jaraguá é suspeito de matar mãe e filha em Anápolis


O suspeito de ter envolvimento com os homicídios de Laura Catrine da Conceição Alves, de 21 anos, e de sua filha, um bebê de oito dias, que ocorreu em Anápolis nessa semana, segundo a polícia, é um dos presos que fugiu da unidade prisional de Jaraguá no dia 23 de dezembro do ano passado.

Roberto Augusto Rodrigues Mendes era ex-namorado da vítima e ameaçava a jovem morta com bebê. Ele foi uma dos presos resgatado com seu comparsa por um grupo de homens encapuzados fortemente armados em um Fiat Strada. Na época, câmeras do presídio de Jaraguá flagraram quando os mascarados abrem várias celas da unidade, provocando uma fuga em massa de 14 detentos.

Laura e o bebê foram mortas com mais de 30 tiros no final da tarde de quarta-feira, 24 de janeiro, em um quarto da casa onde moravam no Setor Las Palmas, em Anápolis.

Esse ex-namorado de Laura havia ido parar na prisão de Jaraguá depois de ter sido preso no dia 15 de dezembro, com outro rapaz, na rodovia BR-070, em um veículo que transportava pasta base de cocaína. A

droga era avaliada em R$ 2 milhões.

A época da fuga, o delegado que investiga a fuga do presídio, Marco Antônio Maia, revelou ao Jornal O Popular, que haviam presos ligados a facções criminosas entre os fugitivos de Jaraguá. No entanto, por serem novatos na prisão, o delegado disse não ser possível saber se a dupla resgatada era faccionada.

radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif