• Folha de Jaraguá

Detento assume ter decapitado o preso Elimar Moreira em Jaraguá


O detento, William dos Santos Barbosa se identificou a direção da Unidade Prisional de Jaraguá como o autor do homicídio. Porém o delegado Marco Antônio Maia ao analisar as imagens do circuito interno de câmeras identificou outros detentos que participaram da barbaré.

Segundo a Seap, o Grupo de Operações Penitenciária (Gope) ajudou na contenção do motim que se seguiu após a morte de Elimar Moreira da Cunha e ajudou a restabelecer a ordem na unidade. As visitas de familiares que ocorrerem tradicionalmente as quinta-feiras, foram suspensas.

O detento Elimar Moreira da Cunha foi encontrado decapitado em uma cela da Unidade Prisional de Jaraguá, no final da manhã de quarta-feira 27 de dezembro.

De acordo com a Seap, cerca de 40 presos estavam no banho de sol, quando os agentes de plantão foram informados sobre um homicídio com decapitação ocorrido na cela A3.

Além da perícia da Polícia Técnico-Científica e das investigações da Polícia Civil. A Seap informou, por meio de nota, que uma sindicância será aberta para apurar os fatos.

DIAS DIFÍCEIS

No último dia 23 de dezembro, câmeras de segurança registraram quando criminosos invadiram o presídio, arrombaram as grades de duas celas e liberaram 15 presos.

Atualizado a informação, a Polícia Civil informou que, embora Elimar Moreira da Cunha estivesse em uma das celas em que aconteceu a fuga, ele não participou da ação e também não tentou escapar.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
Campanha-covid-saude-estado01.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá