• Folha de Jaraguá

Jaraguá deixará de receber até 3 milhões devido a extinção da Secretaria de Cultura, diz vereador


O vereador Leirso Cordeiro (PSB), denunciou na terça-feira, 07 de novembro, que a Reforma Administrativa realizada no início do ano, pelo governo do Prefeito Zilomar Oliveira (PSDB), que extinguiu a Secretária Municipal de Cultura, deverá tirar do município recursos federais que podem chegar a 3 milhões de reais por ano. Com a substituição da Secretaria pela Superintendência Cultura, agora subordinada a Secretaria de Educação, os projetos para captação de recursos na esfera federal enfrentam dificuldades.

Leirso Cordeiro elogiou o empenho do município em participar do Projeto Caminho de Cora, que visa criar em Goiás, algo similar ao Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha para incentivar o turismo no estado. Serão 300 km entre Corumbá, passando por Jaraguá, até a Cidade de Goiás. “Achei lindo o projeto... Mas quando entrou na questão dos recursos, a gente se pergunta e agora? De onde vão sair os recursos” argumentou.

O vereador fez as perguntas sobre os recursos, para lembrar que no inicio do ano, durante a tramitação da reforma administrativa, o vereador Breno Leite (DEM), da comissão de cultura, questionou ao prefeito se a extinção da Secretaria de Cultura, não tiraria recursos do município e a equipe que coordenou a reforma respondeu que Jaraguá não poderia verbas. Porém a realidade se mostra bem diferente.

O parlamentar afirmou na tribuna da câmara, que a cidade poderá perder até 3 milhões por ano por falta de adequação legal. “No Sistema Nacional de Cultura, Jaraguá está atrasado na entrega dos projetos. Conversei com a Simone Moreira, Superintendente de Cultura, e ela confirmou, afirmando que como Superintendência os recursos serão perdidos se não mudar” pontuou.

Leirso Cordeiro pediu ao Prefeito Zilomar Oliveira, que repense a situação e envia a câmara municipal um projeto específico recriando a Secretaria de Cultura. Faltando dois meses para o fim do ano, o prazo para resolver essa questão ainda em 2017 está apertado. “Se não houver esse desmembramento a Cultura não terá renda, porque todo o dinheiro sairá da educação, que anda sem dinheiro para pagar o piso dos professores, fazer reformar nas escolas e cumprir com outras obrigações” ponderou.

VÍDEO: Veja o discurso do vereador Leirso Cordeiro sobre a questão da Cultura em Jaraguá

REFORMA ADMINISTRATIVA

ADENDO DA FOLHA DE JARAGUÁ - Desde a época da transição do governo em 2016, o Prefeito Zilomar Oliveira (PSDB), tem como seu guru, Jeovalter Correia, formado em Ciências Contábeis, ele é antigo aliado político do Ex-prefeito Lineu Olímpio (PTB).

Jeovalter Correia foi o responsável pela reforma administrativa em Jaraguá, que até agora apresenta mais erros do que acertos, como por exemplo, supersalários na prefeitura, inchaço da máquina pública, além do erro apontado pelo vereador Leirso Cordeiro, em relação à extinção da Secretaria de Cultura.

Jeovalter Correia, quando foi secretário de finanças da Prefeitura de Goiânia, na gestão do ex-prefeito Paulo Garcia, foi acusado por seus adversários de quebrar o município. O vereador Clécio Alves (PMDB), na época disse que ele era incompetente e arrogante. "É o mais incompetente secretário do Brasil. Ele quebrou o Ipasgo. Trata-se de um secretário arrogante, que não recebeu nenhum voto, mas é quem comanda a prefeitura", disparou o peemedebista em matéria publicada no portal Brasil 247.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS
midia-top-2020.gif