• Folha de Jaraguá

Testemunha diz que Fiat/Pálio que colidiu com carreta entrou na BR-153 com pneu furado


Uma testemunha, que estava na BR-153 procurou a Folha de Jaraguá e contou o que viu no acidente envolvendo Marcos (filho do casal José Antônio da Silva e Sirlene Ferreira da Silva, brutalmente assassinados na noite de domingo (22) no Jardim Primavera). De acordo com ele, antes da barreira eletrônica, (trevo sul) próximo ao CETEMJ, sentido Jaraguá/Anápolis, o condutor do Fiat/Pálio saiu do trevo com o pneu furado.

“Ele entrou na BR-153 sentido norte (Rianápolis) e bateu em duas carretas, na primeira foi de raspão. Ele voltou para a pista na contramão e acertou a outra carreta, foi quando o carro pegou fogo. Ele estava colocando (a vida) de outras pessoas em risco. Eu estava vindo de Anápolis e indo para Goianésia” explicou.

Ainda segundo a testemunha, Marcos estava no Fiat/Pálio, logo atrás dele, quando foi ultrapassado viu que o carro estava com o pneu furado.

“Quase que ele envolve eu e a minha família. Após a batida, o motorista da carreta desceu para olhar! Quando eu vi o fogo se alastrando saímos com medo de explodir. Só ligamos para a Polícia Rodoviária Federal e fomos embora” concluiu

ATUALIZAÇÃO

Marcos, o filho do casal assassinado, foi retirado do hospital Sandino de Amorim, pela policia civil, após passar por procedimentos médicos. A informação é de que ele teve algumas escoriações e quebrou apenas o braço no acidente.

De acordo com o repórter Dude Bill, ele saiu pelos fundos em uma viatura da policia civil, uma vez que dezenas de pessoas estavam na porta da unidade hospitalar, uma viatura da Policia Militar, deu cobertura. Ele é tido como suspeito do duplo homicídio.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá