PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Alunos que faziam curso no CETEMJ narram momentos de pânico e angustia após assalto


Alunos que estavam no CETEMJ, na noite de segunda-feira, 15 de maio, narram momentos de pânico e angustia durante assalto que ocorreu enquanto participavam de curso na unidade. Após o susto, um dos alunos atualizou as informações ao Repórter Ciro José (Sucesso FM – 101,5), afirmando que eram dois e não três criminosos conforme mencionado nos primeiros áudios que circularam em grupos de whastapp.

De acordo com uma das vítimas que estava fazendo um curso de vendas, fundamental nessa época de crise, junto com vários empresários da cidade, todos foram surpreendidos quando os dois assaltantes armados chegaram e quebraram a porta de entrada do CETEMJ.

Os bandidos tomaram a faca do vigia da unidade, entraram na sala de aula, anunciaram o assalto e tomaram das vítimas principalmente celulares. “Um estava armado, o outro não. Estavam encapuzados, foi momento terrível” disse.

FALTA DE COMANDO

Além de viaturas estragadas, as blitz em bares, no trânsito, em praças e em outras localidades que havia dando um bom resultado “um refresco para a população” param de ocorrer. Sem estratégias eficientes de combate a criminalidade, o número de furtos, assaltos e outros delitos triplicaram nas últimas semanas, causando; prejuízo, pânico, medo e indignação à população.

Soma se a isso, leis frouxas que soltam os bandidos, muitas das vezes logo após prestarem depoimentos e também o E. C. A (Estatuto da Criança e do Adolescente) que na maioria dos casos, só serve para proteger menores infratores.

#AlunosquefaziamcursonoCETEMJnarrammomentos #JaraguáGoiás

Campanha-covid-saude-estado01.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá